Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Cidade Morena

Obras de moradia para 260 famílias devem ser entregues em setembro em Campo Grande

Retomada de construção do residencial Rui Pimentel recebeu R$ 1 milhão da prefeitura e governo estadual

02 abril 2019 - 16h29Por Amanda Amaral e Nathalia Pelzl

Foi oficializada a liberação de recursos da finalização dos 10% faltantes para o residencial Rui Pimentel I e II, no Bairro Centro-Oeste, em Campo Grande. Serão investidos R$ 573 mil pelo governo do Estado e R$ 447 mil da prefeitura, somando mais de R$ 1 milhão.

O residencial foi contratado em 2012, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida, com recursos do FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) oriundo do Governo Federal. O que era para ser entregue em 2016 estava paralisado desde 2017, já que a empreiteira contratada à época pela Caixa Econômica Federal decretou falência com cerca de 90% das obras concluídas.

Agora, a empresa VTB Engenharia assume os detalhes finais para que a entrega seja realizada a 260 famílias ainda em setembro de 2019. Oito das moradias são adaptadas a PCD (Pessoas Com  Deficiência) e cada unidade habitacional possui 38,38 metros quadrados, sendo as adaptadas com 40,12 metros quadrados cada. O aporte inicial de recursos via FAR foi da ordem de R$ 13.813.858,33.

Parceria

A solenidade de assinatura da liberação dos recursos aconteceu nesta terça-feira (2) na Governadoria, Parque dos Poderes. O prefeito Maquinhos Trad (PSD) disse que não há competição entre município e governo e que o importante era destravar a obra

“A parceria está dando certo, apesar de pessoas torcerem compra. É a restauração de sonhos e de esperança. Governo, prefeitura e câmara de vereadores, nós três unidos estamos entregando aqui o que a população mais reclama das administrações. Ausência de habitação, além de saúde e educação. Não há egocentrismo, vaidade ou orgulho, nem individualidade. Pensamos no estado e em Campo Grande”, afirmou.

O prefeito informa que o déficit de moradia na Capital está em torno de 42 mil pessoas, cadastradas na fila da Emha (Agência Municipal de Habitação). Ressaltou ainda que entre 2012 e 2016, nenhuma moradia popular foi construída.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ressaltou que com a parceria mais recursos são aplicados e este é um exemplo importante da união. De 2015 até agora, foram 5.017 moradias lançadas, sendo 2.059 já entregues e 2.958 ainda a serem finalizadas na Capital.

“Só de investimento na Capital em moradia foram R$ 290 milhões, 50 milhões só do governo do Estado, o restante do governo federal e município. Isso dá opção e tira a aflição desses moradores que estão sem expectativa”, citou.

Leia Também

Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Política
Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Interior
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Cidade Morena
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá
Polícia
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá