Menu
segunda, 17 de maio de 2021
MS CRESCE PELA VIDA 14 a 18/05/2021
Cidade Morena

Lanchonete entrega 'podrão' de verdade e decepciona clientes em Campo Grande

A expectativa de comer um super lanche foi por água abaixo, segundo consumidora que fez pedido via app

04 maio 2021 - 19h00Por Rayani Santa Cruz

Vanessa Rocha Araujo recebeu um lanche completamente fora da expectativa, após fazer um pedido por um app delivery em Campo Grande. Ela pagou R$ 34,49 por um produto que na descrição tinha vários itens.

A reclamação foi realizada no grupo Aonde Não Ir em Campo Grande, onde a mulher tirou foto de um lanchinho minguado. “Brutos Lanche e Cia, do aplicativo de entregas, pedi esse lanche da descrição, entregaram 3 lanches desse tal de x-brutos e o x-salada nada, tentei entra em contato com estabelecimento não tive respostas, tá difícil viu”.

(Internauta reclamou do lanche. Foto: Reprodução Facebook)

Alguns internautas disseram para Vanessa que o fato da descrição estar com erros ortográficos eram suficientes para saber sobre a má qualidade. “

“Rapaz, se eu leio a descrição do lanche e tá escrito ‘beicon’ e ‘salchixa’ eu já não compro. Foi a imagem do lanche mais mal feito que eu vi na minha vida”, disse Wesley Moura. 

Vanessa disse que tentou contato com a dona do local e que ela culpou o chapeiro. “Eu falei com a dona [do local]. Tenho todos os áudios, ela falou que a culpa é do chapeiro, pois ela não fica de olho no preparo. Ela fica no caixa e não vê como os lanches saem para entrega, e eu já tinha pago pelo aplicativo aí para estornar é uma burocracia, mas eu vou conseguir.”

Outros membros do grupo também reclamaram do local.

Dani Elise disse que já teve uma experiência ruim. “Ah já pedi uma vez também deles e foi o pior lanche que já comi na minha vida. Lanche horrível sem sabor, pequeno e não chega né perto do da foto. Cebola veio queimada, em fim um nojo de horrível. Comi porque era meu almoço, mas deixei minha reclamação.”

Até a publicação da matéria a empresa não havia se posicionado na página. O TopMídiaNews deixa o espaço aberto caso a empresa queira se pronunciar.