Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Cidade Morena

PM tem solução para fim das filas duplas em frente a escolas da Capital

Quem for flagrado cometendo este tipo de infração pode pagar multa no valor de R$ 195,23 e perder 5 pontos na carteira

19 fevereiro 2019 - 19h00Por Nathalia Pelzl

Quem precisa buscar o filho no colégio passa pelo transtorno no trânsito nas entradas e saídas das aulas, principalmente na hora de estacionar o veículo para que a criança embarque em segurança.

Por isso, um dos principais problemas em Campo Grande é a questão das filas duplas, infração que gera multa de R$ 195,23 e perda de 5 pontos na carteira.

No primeiro dia de volta às aulas em escolas particulares, a Polícia Militar de Trânsito através da fiscalização aérea por drones, multou 52 motoristas cometendo essa infração na Capital.

Pensando em solucionar o problema, o policial militar Marcelo Goes publicou em sua página do Facebook uma enquete sobre uma medida para facilitar a vida dos pais que passam por essa situação.

“Pessoal, temos um dilema no trânsito na hora de buscar as crianças na escola! Existe de um lado a Legislação que deve ser cumprida! Do outro, os pais que não tem onde estacionar! Você tem uma ideia?A minha é fechar a rua e adesivar os carros (semelhante à autorização dos portadores de deficiência ou dos idosos) para que somente os pais tenham acesso a essas vias na hora de buscar seus filhos na escola”, sugeriu.

A sugestão já tem adeptos nas redes sociais. Em conversa com o TopMídiaNews, o PM reforça que é preciso encarar o problema, reconhecer que ele existe e amenizar o clima de “matadouro”, devido as fiscalizações.

“Porque os pais ficam num verdadeiro matadouro, num campo de concentração fiscal. Centenas de pais precisam pegar seus filhos, mas se parar para pegá-los infringem as normas de trânsito. A coerência se impõe para pacificar o assunto em tela com justiça e humanidade. Toda norma surge de um fato social” finaliza. 

Fiscalização aérea

A fiscalização agora também é feita por drones pelo Batalhão de Polícia Militar de Trânsito (BPMTRAN) . com uso de drones, os policiais vão multar aqueles motoristas que não respeitam as normas de trânsito. 

O tenente Everton Myller Franco, comandante do setor de policiamento de fiscalização com drones do BPMTRAN,  destaca que serão avalias, especialmente, "as principais infrações de trânsitos que os motoristas comentem: uso de celular, falta do uso do cinco de segurança, fila dupla em escolas, conversões irregulares”.

Em novembro do ano passado, foram solicitadas à Agetran as sinalizações para seis cruzamentos da Capital e para mais sete locais onde há escolas públicas e particulares. Hoje o Batalhão de Polícia Militar de Trânsito conta com apenas um drone avaliado em R$ 14.999,00. “Ele conta com uma câmera com imagem 4k. Pelo tablet dá zoom e consigo ver a placa e notificar a pessoa”, destaca.

Segundo o comandante, mais equipamentos devem ser adquiridos e que o processo licitatório já está aberto. “Nós estamos em fase de licitação de outros três drones pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) e também estamos em fase de documentação de outros dois DJI Matriz, acoplados com uma câmera maior e mais potente, com 30 vezes o zoom digital”, finaliza.

Leia Também

Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
Interior
Homem de 62 anos se masturba enquanto chama criança de oito anos para sexo em Coxim
De 36 detentos, só dois foram recapturados após fuga em massa por causa da covid no PR
Geral
De 36 detentos, só dois foram recapturados após fuga em massa por causa da covid no PR
Com 836 óbitos no dia, total de brasileiros mortos na pandemia chega a 138 mil
Geral
Com 836 óbitos no dia, total de brasileiros mortos na pandemia chega a 138 mil
Quadro em branco: aula na rede municipal só online e retorno presencial segue indefinido
Cidade Morena
Quadro em branco: aula na rede municipal só online e retorno presencial segue indefinido