Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Cidade Morena

Projeto resgata mais de 1 mil alunos da depressão e capacita profissionais em MS

Superintendente de Gestão pede apoio dos vereadores na criação de projetos para impedir estudantes da automutilação e suicídio

05 abril 2019 - 10h11Por Dany Nascimento

A superintendente de Gestão e Normas da Secretaria Municipal de Educação, Alélis Izabel de Oliveira Gomes, apresentou o ‘Projeto Valorização da Vida’ para os vereadores de Campo Grande e faz um alerta para a sociedade, com objetivo de impedir que crianças e adolescentes se entreguem para a depressão, automutilação e para o suicídio na Capital de Mato Grosso do Sul.

De acordo com Alélis, o projeto já atendeu mais de 1,1 mil estudantes da rede pública de forma emergencial. Diretores, coordenadores pedagógicos e principalmente professores de Língua Portuguesa, Matemática e Educação Física foram capacitados para detectar situações de risco, ajudando a retirar os jovens do sofrimento. Ela foi convidada pelo vereador Chiquinho Telles (PSD) para fazer o uso da palavra livre durante sessão ordinária na Câmara Municipal e pediu a elaboração de projetos voltados para o assunto.

“Esses casos decorrem de violência sexual, física e do abandono dentro dos lares. Esses jovens estão nos quartos, reféns dentro das casas quando pais saem para trabalhar ou quando estão em casa não recebem atenção”, disse Alélias Gomes. 

No total, 1,2 mil profissionais foram capacitados na cidade. “Eles identificam os casos de intenção suicida e também de automutilação, em que os jovens usam objetos para se cortarem e, dessa forma, externar a dor interna, através do corte”.

Ela destaca a importância do diálogo com esses jovens. “Esses alunos nos contam que precisam ser escutados. Queria que meu pai, minha mãe me escutasse. E assim chegam a esse extremo da intenção suicida. Se o aluno não está bem no psíquico, não está acolhido, certamente não aprenderá". 

De acordo com a Superintendente, o Projeto Valorização da Vida está despertando interesse de outros estados do País por conta dos bons resultados alcançados em Campo Grande. Após ouvir sobre o projeto, os parlamentares destacam que algumas propostas já estão em andamento para aperfeiçoar o acolhimento de estudantes que apresentem quadro depressivo.

 

 

Leia Também

Se a moda pega: moradores se revoltam com atropelamento e incendeiam delegacia na fronteira
Geral
Se a moda pega: moradores se revoltam com atropelamento e incendeiam delegacia na fronteira
Geral
VÍDEO: agente de trânsito ajuda tatu a atravessar rodovia: 'nunca imaginei isso'
Ajuda ocorreu em trecho da rodovia Marechal Rondon
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Geral
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Cadê as feministas? Zé de Abreu vai pagar R$ 50 mil por ofender mulher de João Dória
Geral
Cadê as feministas? Zé de Abreu vai pagar R$ 50 mil por ofender mulher de João Dória