(67) 99826-0686
Prestação de contas 17/04 a 26/04/2019

Experiente, Neide é a segunda mulher a disputar presidência do Sindicato dos Bancários em 57 anos

Votação vai eleger presidente que deve ficar quatro anos no comando do sindicato

11 FEV 2019
Nathalia Pelzl
14h53min
Foto: Reprodução/Facebook

O Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região vai eleger um novo presidente, e com apoio da categoria, a chapa 1, composta pela atual secretária de Finanças, Neide Maria Rodrigues, segunda mulher a disputar o cargo em 57 anos de existência, vem ganhando destaque.

A votação ocorre nos dias 12 e 13 de fevereiro. Na expectativa para a eleição, Neide ressaltou alguns pontos que a chapa, composta por 62 membros de todos os bancos, planeja implantar se eleita.

“Eu já ocupei outras secretarias, pela primeira vez fui indicada para disputar esse cargo, fui indicada pela direção por unanimidade”, conta a bancária, que possui uma vasta experiência no ramo.

“Eu trabalho na área desde 1983, e esse momento exige isso, alguém com conhecimento e experiência para resolver e abordar algumas questões. É claro que é um mega desafio diante da reforma trabalhista, privatização de bancos públicos e questionamento sobre perda de direitos”, reforça, confiante sobre a votação e o apoio que vem recebendo na Capital e no interior.

“Estamos recebendo esse apoio, devido aos bancários reconhecerem que fizemos um bom trabalho, realizamos audiências em favor de bancos públicos, reuniões para debater sobre a terceirização e perceberem que temos a melhor proposta pra esse momento”, finaliza.

Eleição

Ao todo, 1700 profissionais estão aptos para votar. A coleta dos votos ocorre nos dias 12 e 13  das 8h às 17h, com urnas itinerantes e duas fixas na sede do sindicato, na rua Barão do Rio Branco, 2652. E seis urnas no interior, percorrendo todas as unidades. 

A apuração está prevista para iniciar às 19h no Clube de Campo do Sindicato dos Bancários, na Rua Caldas Aulete, 281, no bairro Copharadio em Campo Grande. A chapa vencedora fica no poder por 4 anos, administrando o Sindicato de 2019 até 2023.

Veja também