(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

Com produtos vencidos, Walmart é autuado pelo Procon-MS

Entre os produtos, suplementos para crianças com intolerância à lactose

23 JUL 2019
Nathalia Pelzl
11h46min
Foto: André de Abreu

O Procon-MS e a Decon ( Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) realizaram, na manhã desta terça-feira (23), fiscalização no Walmart, na Avenida Mato Grosso, em Campo Grande.

Foram encontrados biscoitos, hambúrgueres, Coca-Cola, suplementos para crianças com intolerância à lactose, entre outros, com prazo de validade vencido e pequenas divergências de preços.

De acordo com o superintendente Marcelo Salomão, a fiscalização foi realizada após denúncias e, agora, os produtos serão descartados.

“Todos serão descartados. O estabelecimento vai ser autuado. Eles têm um prazo de dez dias para apresentar defesa e poderão sofrer uma multa, que vai variar de acordo com a quantidade de produtos vencidos e as características desses itens. Para produtos com origem animal, que podem causar um dano maior, as multas são aumentadas”, destacou.

(Foto: André de Abreu)

A operação teve início às 8h30 e, por volta das 11h, os fiscais ainda estavam no local. Ao todo, foram 4 fiscais do Procon-MS e a superintendência.

“Também tivemos essa parceria do Procon-MS com a Decon juntos, normalmente as ações em grandes estabelecimentos a Decon nos acompanha”, destacou Salomão.

Neste mês, segundo ele, diversos estabelecimentos, de vários segmentos, entre eles, uma empresa de ônibus que não cumpria exigências ao consumidor.

“A empresa não disponibilizava passagem para idoso, então, são vários segmentos. Entre as notificações também divergência de preço, o preço que for oferecido na gôndola ele deve ser cumprido no caixa, está na lei”.

Confira nota enviada pela assessoria do hipermercado: 

"O Walmart afirma que o episódio ocorrido na loja de Campo Grande é inaceitável e alheio à rotina operacional da empresa. A empresa já está levantando informações para esclarecer o caso e tomar as providências necessárias"

*Matéria atualizada às 11h30 de hoje (24) para acréscimo de informações.

(Foto: André de Abreu)

Veja também