Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Cidades

Defesa diz que mãe de Adriano vive com um salário mínimo; Restaurantes se dissolveram

Empresas passaram a acumular dívidas após tragédia

30 maio 2019 - 13h06Por Rodson Willyams e Dany Nascimento

O advogado Irajá Pereira Messias, que atua como assistente de acusação no julgamento do policial rodoviário federal Ricardo Hyun Su Moon, acusado de assassinar o empresário Adriano Correia do Nascimento em 2015, afirma que a mãe da vítima vive atualmente com um salário mínimo após a tragédia que atingiu a família.

Durante a sua fala, Messias lembrou que Adriano era um empresário de sucesso e tinha na época dois restaurantes em Campo Grande. Com os rendimentos, conseguia sustentar a mãe e os demais membros da família. Após a tragédia provocada pelo policial, a família não conseguiu dar continuidade e o negócio se dissolveu acumulando em dívidas.

"Adriano Correia do Nascimento era empresário de sucesso em Campo Grande. Tinha dois restaurantes, trabalhava muito, tinha muitas amizades e cuidava da mãe. Os restaurantes foram para o vinagre. Hoje a mãe dele vive com um salário mínimo porque os restaurantes, em razão da morte foram se dissolvendo em dívidas e situações", afirma o Messias.

Irajá ainda afirmou o autor fala em legítima defesa. "Mas não houve. Adriano pediu desculpas três, quatro, cinco vezes, tem provas pelas demais vítimas. Estamos diante de um homem que cometeu crime brutal. Ele não sabe viver em sociedade, não se contém, tem temperamento agressivo. Ele dispara tiros contra três pessoas a quem ele pretendia matar, envolve homicídio consumado. Adriano morreu e duas tentativas de homicídios bem provadas caracterizadas ".

E emendou, "a juíza cogitou que todos os tiros foram na altura do tronco do carro pra cima, pra matar quem estava lá dentro. A materialidade do crime é o cadáver, fotografias da perícia que mostrará carro todo perfurado de bala".

Leia Também

Motociclista ferido em acidente na Coophavilla morre na Santa Casa
Polícia
Motociclista ferido em acidente na Coophavilla morre na Santa Casa
Operação Focus vistoria propriedades para apurar incêndios criminosos no Pantanal
Interior
Operação Focus vistoria propriedades para apurar incêndios criminosos no Pantanal
Mulher é encontrada morta em banheiro de residência no Nova Campo Grande
Polícia
Mulher é encontrada morta em banheiro de residência no Nova Campo Grande
Clima 'geladinho' começa a deixar MS e temperaturas voltam a subir
Cidades
Clima 'geladinho' começa a deixar MS e temperaturas voltam a subir