TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Cidades

FOLGADOS: donos de pesqueiro abrem canal para ligar rio até casa e são flagrados por drone

Denúncia aponta também degradação da mata ciliar

04 agosto 2020 - 19h00Por Thiago de Souza

Proprietários de uma chácara que abrange um pesqueiro, à beira do Rio Vacaria, em Nova Alvorada do Sul, abriram um canal ligando o rio à sede da propriedade. O flagrante foi feito por um drone e, em tese, a ação configura crime ambiental. 

Conforme a denúncia, os donos da propriedade criaram uma associação e frequentam o local só aos fins de semana, claro, para pescar. 

‘’...o presidente da associação é um dentista... são pessoas esclarecidas’’, lamentou a denunciante ao saber do dano ambiental. 

As imagens, feitas no dia 13 de julho deste ano, mostram que o canal tem cerca de seis metros de largura e 60 metros de comprimento e chega a cerca de 40 metros de onde ficam os chalés. 

Ideia foi ligar chalés ao rio Vacaria. (Foto: Repórter Top)

A denunciante apurou que a abertura artificial do rio ocorreu há cerca de 4 anos e meio. 

‘’...isso é alterar o trajeto do rio, é crime... está nítido o que fizeram e não podemos nos calar’’, desabafou. Também foi apontada a destruição da mata ciliar no Rio Vacaria. 

A denúncia já foi levada pela testemunha até o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul e para o Ibama. 

O TopMídiaNews entrou em contato com a Polícia Militar Ambiental, que prometeu averiguar o caso. O Imasul ainda não retornou ao questionamento. 

Resposta

Entramos em contato com o suposto presidente da associação onde fica o sítio. Ele é um dentista em Nova Alvorada do Sul e a secretária anotou o recado, mas até agora não houve retorno.

Lei

Alterar leito de rio é uma prática recorrente flagrada pela PMA, que provoca prejuízo à fauna e flora, muitas vezes irreversíveis. Além de render multa, o autor responde por crime ambiental e é obrigado a apresentar um plano de recuperação da área degradada.