Menu
domingo, 07 de março de 2021
Cidades

Há 21 anos, Michele amputou perna após acidente e precisou ressignificar sentido da vida

Ela conseguiu prótese pelo INSS, porém, como manutenção demora, ela realiza bobó beneficente para conseguir dinheiro; bora ajudar?

15 janeiro 2021 - 07h00Por Nathalia Pelzl

Há 21 anos, a auxiliar de escritório Michele Dure Insabrald, 39 anos, viu sua vida mudar após acidente de trânsito, no bairro Taveirópolis, em Campo Grande. Ela estava na garupa de uma moto.

“Eu peguei carona, estava indo para casa, a pessoa fez uma curva e olhou pro lado, quando olhamos pra frente, tinha uma caminhonete estacionada, bateu, tentou tirar, mas conseguiu tirar só a perna dele”, relembra. 

“Era uma F-1000, daquelas antigas, puro ferro, caímos e eu desmaiei, acordei com alguns conhecidos próximos, mas não achei que teria que amputar. Foram quase dois meses no hospital”. 

Michele pontua que até hoje sente dificuldade. “Não tem como voltar atrás, temos que seguir em frente, não foi fácil, não é fácil, mas temos que aprender a seguir em frente. Na época tinha 18 anos, não aceitava, o processo de aceitação começou só em 2019”. 

Mãe de dois filhos, Michele tem uma rotina ativa após conseguir a prótese pelo INSS, porém, o equipamento precisa de manutenção constante. 

“Precisa sempre ter uma reserva, eu tenho, mas a prótese estraga, desgasta, e às vezes pelo INSS demora, pois a equipe que faz, vem de fora”, disse. 

“Já passei várias situações de ficar sem. Até vir demora, eu sofro, fico com dor, não posso parar no serviço, a gente precisa trabalhar, fui fazer um orçamento para manutenção e ficou em R$ 4 mil mais ou menos, aí minha irmã sugeriu fazer o bobó beneficente. Minha irmã e mãe ajudam na medida que podem. Estou organizando bobó para manutenção, os convites estão prontos”, destaca. 

Quem tiver interesse em comprar os convites pode entrar em contato através dos telefones (67) 99339-1584 ou 99106-3765. O bobó será realizado no dia 14 de fevereiro.