(67) 99826-0686
Origem - entregas

Justiça condena sobrinho de Ary Rigo por ser 'funcionário fantasma' na Assembleia

TJ informou que o réu sequer conseguiu provar quando começou a trabalhar

15 DEZ 2016
Thiago de Souza
13h51min
Fiorelo é sobrinho do ex-deputado Ary Rigo Foto: Folha de Dourados

O servidor da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Fiorelo Alves Rigo, foi condenado por improbidade administrativa. Ele foi acusado de receber indevidamente salários de janeiro de 2011 a maio de 2015, sem estar lotado em nenhum setor do legislativo. Ou seja, um 'funcionário fantasma'. 

A decisão é do juiz da 1ª Vara  Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, Marcelo Ivo de Oliveira, e foi publicada nesta  quinta-feira (15). 

Fiorelo, que é sobrinho do ex-deputado estadual Ary Rigo, foi condenado à perda da função pública, multa civil no equivalente a duas vezes o valor de sua última remuneração mensal, revertida à Assembleia Legislativa, suspensão dos direitos políticos por três anos, proibição em contratar como Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais por três anos, e ressarcimento integral do dano calculado em cerca de R$ 123.225,00. 

Ainda de acordo com o processo, o funcionário foi cedido para outro órgão do poder público, no interior do Estado, mas sequer conseguiu  apresentar com exatidão a data em que supostamente  teria iniciado seus trabalhos. 

O tio

Ary Rigo foi deputado estadual por quase seis mandatos em MS. Em 2010 ele foi flagrado em um vídeo onde revelou, sem saber que era gravado, um esquema de corrupção em que a Assembleia Legislativa devolvia para o governo parte do dinheiro do repasse para custeio.

Segundo ele, o legislativo também repassava dinheiro para o Tribunal de Justiça e para o Ministério Público, a fim de evitar que investigações contra  políticos corruptos tivesse andamento. Ficou constatado também, durante as investigações, um outro pagamento feito para barrar a prisão do ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzzi. 

   

Veja também