tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
segunda, 18 de janeiro de 2021
Covid 18/01 a 24/01
Cidades

Lanchonete é interditada após denúncia de frituras em óleo preto e pastel com baratas

Recheios alimentares dos pastéis estavam armazenados sem proteção e identificação; comércio pode recorrer

03 dezembro 2020 - 11h00Por Nathalia Pelzl

Após denúncia de ex-funcionária, a pastelaria 'Rei do Pastel',  localizada na Rua 14 de Julho, no centro de Campo Grande, foi interditada na manhã desta quinta-feira (3), pela Vigilância Sanitária. 

Conforme apurado pelo TopMídiaNews, os fiscais encontraram alimentos manipulados em ambiente e maquinários em condições precárias de higiene e conservação, além de falta sabonete e papel toalha para higienização das mãos, com banheiro sem porta e acesso direto a cozinha. 

Além disso, os recheios alimentares dos pastéis estavam armazenados sem proteção e identificação.

O proprietário tem prazo de 15 dias para recorrer e solicitar a desinterdição, que pode ser concedida a qualquer momento e o processo continua tramitando. Pode culminar em multa de até 15 mil, conforme Código Sanitário. 

ENTENDA 

No Facebook, ex-funcionária do Rei do Pastel, na 14 de Julho, em Campo Grande, revelou que o ambiente onde os salgados são produzidos é completamente insalubre. 

Em vídeos e fotos, é possível ver baratas nas massas, louça lavada no banheiro e ainda acusações de racismo. Ela era chamada de ''Isaura'' e ''Negrinha''. A proprietária negou as acusações e sugeriu armação por parte da ex-funcionária.

Conforme a denunciante expôs no perfil próprio do Facebook, ela e outras funcionárias teriam sido submetidas a uma jornada de 14 horas por dia. Outro fato grave apontado é a insalubridade do local. 

A dona foi questionada pelo TopMídiaNews e negou os fatos.