(67) 99826-0686

MP abre ação para investigar falta de coleta de lixo da Unei

Denúncia

28 JAN 2014
Lucas Arruda
12h43min
Foto: Geovanni Gomes

Foi publicado ontem no Diário Oficial do Ministério Público Estadual que o órgão entrará com inquérito para investigar eventual responsabilidade da prefeitura e da empresa CG Solurb devido a descontinuidade da coleta de lixo doméstico produzida pela Unei (Unidade Educacional de Educação) Dom Bosco, localizada no KM 309 da BR 262.

Por causa da falta de recolhimento dos resíduos gerados pela unidade, são abertas valas nas imediações da unidade, onde é jogado o lixo produzido. Quando as valas enchem elas são aterradas novamente e abrem uma ao lado para continuar jogando lixo, formando um aterro sanitário improvisado.

Segundo Rubens Grandini, superintendente de assistência socioeducativa da instituição, o lixo doméstico do local nunca foi recolhido, apesar da denúncia do MP falar em descontinuidade do serviço. "A Unei nunca teve coleta de lixo da prefeitura por ficar numa área que é considerada rural e o contrato com a Solurb é só para o recolhimento em área urbana", explica.

No entanto, já foram feitas duas licitações à Sejusp (Secretaria De Justiça Segurança Pública) para que o lixo fosse recolhido, mas nenhuma empresa se interessou. "Nós já encaminhamos ofício para a secretaria há dois anos, mas só obtivemos sucesso em relação ao lixo hospitalas, já para o lixo doméstico nenhuma quis", frisa.

Uma nova licitação será feita para a Sejusp para tentar resolver o problema, já que a Unei não tem autonomia financeira para fazer a coleta. A prefeitura informou por meio da assessoria de imprensa que as áreas fora do perímetro urbano não estão incluídas no contrato firmado com a Solurb.

Foto: Geovanni Gomes
Foto: Geovanni Gomes
Foto: Geovanni GomesAté um ar-condicionado velho foi jogado no aterro improvisado da Unei

Veja também