Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Cidades

MPE e Governo alinham conduta contra covid e toque de recolher é prorrogado em MS

Fiscalização da aplicação das vacinas nos municípios será monitorado de perto para não ter desvios

22 janeiro 2021 - 08h48Por Vinicius Costa

O MPE (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e o Governo do Estado voltaram a se reunir nesta quinta-feira (21) para alinhar estratégias de combate à pandemia da covid-19, que voltou a deixar as autoridades sanitárias em alerta. A fiscalização das vacinas nos municípios e o plano de retorno às aulas na rede estadual também foram assunto no encontro.

O Procurador-Geral de Justiça, Alexandre Magno Benites de Lacerda e o governador Reinaldo Azambuja firmaram um breve acordo para dar início a fiscalização na aplicação das vacinas para que não existam desvios de doses do imunizante. A intenção é que o PNI (Plano Nacional de Imunizações), elaborado pelo Ministério da Saúde, seja cumprido integralmente.

Neste momento, a primeira fase de imunização está sendo realizada nos profissionais de saúde que atuam na linha de frente, trabalhadores de salas de vacina, indígenas que moram em aldeias rurais e idosos que estão em asilos.

Para tentar frear o novo avanço da doença nos municípios, o toque de recolhe estabelecido em decreto pelo governo em todo território sul-mato-grossense foi prorrogado por mais 15 dias, com apoio do MPMS. O decreto mantém a originalidade de restrição de circulação de pessoas entre às 22h e 5h da manhã e passa a valer a partir do próximo dia 25 de janeiro.

Já pensando no retorno das aulas, Reinaldo e sua equipe apresentaram três planejamentos sendo o primeiro presencial, o segundo híbrido e o último de forma remota. As escolas receberam os kits e reforçaram os equipamentos para proteger alunos e professores, além dos demais trabalhadores. A definição do plano para o retorno das aulas ainda será discutido em conjunto entre os setores da Educação e da Saúde.