Menu
quinta, 26 de novembro de 2020
Cidades

Nascida no dia de combate à homofobia, jovem drag de MS ensina: 'não sou um monstro'

Estudante de psicologia é a primeira drag queen de cidade ao leste do Estado

28 fevereiro 2019 - 15h00Por Thiago de Souza

Estudante de psicologia e morador de Água Clara, Luan Corsino, veio ao mundo justamente no dia em que é celebrado o dia Mundial de Luta contra a Homofobia, 17 de maio. Ele, que também pode ser chamado de Luanna Goulart, quando atua como drag queen, usa o Facebook e o Instagram para ensinar que não é um monstro e só quer ser respeitado como ser humano.

As redes sociais foram usadas por Luan para questionar algumas posturas de muitas pessoas, que na opinião dele servem de estímulo para a violência física e psicológica contra os homossexuais.

Conforme dito em entrevista ao site Hoje Mais, o estudante explica que sua condição sexual e seu jeito de viver não o diferencia negativamente, nem o torna diferente de ninguém.

Luan atua como drag queen desde junho de 2018 - o primeiro de sua cidade -  disse que não se importa com o que pensam sobre ele, nem mesmo com a definição de gênero que lhe atribuem.

Luan usa a rede social para lutar contra o preconceito. (Foto: Reprodução Facebook)

Família

Em sua entrevista, chamou a atenção o fato de Luan agradecer aos pais pela aceitação, algo não muito comum em famílias onde há homossexuais e principalmente travestis, transexuais e transgêneros.

“Sou muito grato aos meus pais, que me aceitam como eu sou, não pelo que as pessoas pensam. Neste sentido, me sinto, um privilegiado. Mesmo assim, sou um ativista, e me sensibilizo e me coloco no lugar dos homossexuais que não são aceitos pelos familiares. Não é fácil, ser gay. É, um processo muito doloroso. Mas, sigo e frente com bons pensamentos e de cabeça erguida”, finalizou. 

Leia Também

Guarda Municipal inicia preparativos para 'Operação Natalina' na Cidade Morena
Cidade Morena
Guarda Municipal inicia preparativos para 'Operação Natalina' na Cidade Morena
Assassino de Everton mantém versão apresentada pelo pai de legítima defesa
Polícia
Assassino de Everton mantém versão apresentada pelo pai de legítima defesa
Homem é morto após assalto a posto de combustível na fronteira
Polícia
Homem é morto após assalto a posto de combustível na fronteira
Mãe 'se vira nos 30' para conseguir exame de filho com suspeita de macrocefalia
Cidades
Mãe 'se vira nos 30' para conseguir exame de filho com suspeita de macrocefalia