TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
segunda, 19 de abril de 2021
Cidades

ONGs alertam MPE: sem prevenção, obras em rodovias vão gerar massacre de animais em MS

Entidades dão exemplo da MS-040, onde foi registrado 1,75 atropelamento por dia

08 abril 2021 - 06h30Por Thiago de Souza

Entidades de defesa animal temem que, sem estudo de impacto ambiental, obras de recapeamento nas rodovias MS-382 e MS-477, possam provocar alto número de atropelamentos de animais silvestres. Os grupos pediram que o Ministério Público Estadual intervenha nos processos de licitações das obras. 

No dia 24 de março, ONGs nacionais e internacionais à 26ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e fizeram uma representação contra o Governo de MS e a Agesul. Ele pedem que o MPE cobre a realização ou divulgação de estudos de impacto ambiental. 

As ONGs alegam que, até o momento, não há conhecimento de tal estudo, sendo que, se foi realizado, não foi divulgado pelo Governo.  

Mortes

Para justificar o pedido, as entidades citam as obras de recuperação da rodovia MS-040, em 2015, que consideram um ‘’erro histórico’’ no quesito proteção aos animais. 

‘’... houve uma explosão de atropelamentos de animais, especialmente de espécies já ameaçadas de extinção como onças-pintadas, antas e lobos-guarás. O crescente dos atropelamentos na rodovia também gerou perda de vidas humanas e custos financeiros’’, apontou o documento. 

Estudo

Estudo do Instituto de Conservação de Animais Silvestres, em parceria com o Instituto de Pesquisas Ecológicas, mostra que, nos 224 Km da 0-40, 1.924 animais foram atropelados e mortos, entre fevereiro de 2017 e janeiro de 2020. 

Esse dado, diz o estudo, representa 1,75 atropelamentos por dia e que ainda pode estar subnotificado, já que há casos que as carcaças dos animais são retiradas por moradores ou populares antes de serem registradas. 

Resposta

A assessoria do MPE-MS afirmou que o caso está nas mãos de um promotor que está de férias. Sendo assim, uma resposta sobre o que foi feito ou o que será feito só deve sair no final de abril.