Menu
sexta, 27 de novembro de 2020
Cidades

Programa de saúde voltado para populações indígenas já passou por três cidades do MS

É uma espécie de Caravana da Saúde Indígena, que prestou 16.700 atendimentos

18 abril 2019 - 19h16Por Thiago de Souza com assessoria Governo MS

Governo do Estado colocou em prática o programa ''A Saúde Mais Perto de Você Indígena'', que atende populações indígenas por meio de uma caravana. Três cidades do estado já receberam o serviço, que conta com 14 especialidades e promoveu 16.700 atendimentos.

Miranda, Aquidauana e Amambai receberam médicos ginecologistas, dermatologistas, cardiologistas e mais 14 especialidades.

''A Caravana da Saúde para a população indígena deu um olhar diferenciado para nós índios'', avaliou Silvana Terena, subsecretaria estadual de Políticas Públicas para a População Indígena.

O projeto aconteceu em três etapas. Em novembro de 2017, Miranda recebeu o programa com todo aparato para a realização de consultas, exames, orientações como higiene bucal. Somente nesta etapa foram 3.026 procedimentos, 650 consultas, 2.376 exames e 25 cirurgias gerais.

Na ocasião, o governador Reinaldo Azambuja ressaltou a importância das parcerias que deram musculatura ao projeto, podendo desta forma alcançar a os povos nativos.  “Foram feitas 50 mamografias, e dessas 30 das mulheres foi a primeira vez que fizeram esse exame. E a gente sabe que o diagnóstico precoce aumenta em 100% as chances de cura do câncer”, afirmou em visita ao evento de Miranda.

Parcerias como foi selada com a Universidade de Mato Grosso do Sul (UFMS). A instituição participou do programa com dois contêineres onde foram prestados atendimentos nas áreas de oftalmologia e odontologia. Marcelo Turine, reitor da universidade disse que o projeto também beneficiou os acadêmicos do curso de medicina que prestaram atendimento nas aldeias. “ É uma ação inédita para a educação e a ciência, importante para a formação dos nossos alunos com essa vivência prática”, ressaltou.

Em Aquidauana, abril de 2018, 6.410 procedimentos,  1.061 consultas, 763 exames, além de atendimento de cidadania, como emissão de documentos e outros, que somaram 1.889. E Amambai, registrou 7.353 procedimentos, 2.348 serviços burocráticos, 2.267 consultas e 401 exames.

A Caravana da Saúde realizada em aldeias é considerada a maior ação de Governo voltada aos povos indígenas e contou também com a parceria das prefeituras e os Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI).

Silvana Terena frisou que a adesão das mulheres indígenas foi extremamente importante. Na cultura dos nativos, a mulher tem uma postura mais reservada. “Muitas não chegam nunca próximo à um médico. É cultural, foi mais uma ação que rompeu barreiras”, completou.  

Além de consultas de variadas especialidades, foram realizados exames eletrocardiograma, eletroencefalograma, PSA (câncer de próstata), preventivo (papanicolau), mamografia, ultrassonografia, câncer de pele e prevenção ao câncer bucal.

Leia Também

'Rei do fundo eleitoral', Cláudio Serra é a vergonha das eleições 2020 em MS
Política
'Rei do fundo eleitoral', Cláudio Serra é a vergonha das eleições 2020 em MS
Sorteio da nota premiada MS acontece neste sábado
Geral
Sorteio da nota premiada MS acontece neste sábado
Marquinhos lança licitação para asfalto do Rita Vieira
Cidade Morena
Marquinhos lança licitação para asfalto do Rita Vieira
Força-tarefa autua postos de combustíveis e revendas de gás em Campo Grande
Economia
Força-tarefa autua postos de combustíveis e revendas de gás em Campo Grande