TJ BANNER JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Cidades

RECORRENTE: moradores reclamam de queimadas com tempo seco no Jockey Club

Multa por queimadas pode chegar perto dos R$ 10 mil em Campo Grande

27 junho 2020 - 15h15Por Nathalia Pelzl

Quase toda semana, as queimadas de lixo doméstico ocorrem na Rua das Palmas, no Jardim Jockey Club, em Campo Grande. O incômodo, segundo moradores, que preferem não se identificar, é devido à dificuldade em respirar, já que o tempo está seco e baixa umidade relativa do ar.

Conforme informado, a ação é realizada apenas por um morador do bairro, na casa de numeral 395.  “Chamamos o Corpo de Bombeiros, pois o fogo estava se alastrando. Vamos ter que registrar b.o, porque se pega fogo, caminhão, moto, explode tudo”, destaca.

“Está um ninho lá, entulho, madeira. Eles colocam fogo para queimar fio, daí pega nas plantas e vai aumentando”, diz outro, que também prefere ficar no anonimato.

“Não dá pra ficar expondo, temos medo”, garante um terceiro. "Nem tirei foto com medo", finaliza. 

Lixo doméstico X queimadas

Em Campo Grande, a queima de lixo doméstico é uma prática muito utilizada de modo a dar fim em lixos em terrenos baldios.

Com tempo seco, tal ação agrava a saúde de quem tem problemas respiratórios, principalmente em tempos de pandemia do coronavírus. A ação pode gerar multa, podendo configurar crime sob pena de até quatro anos de detenção.

A fiscalização das queimadas no Estado é realizada pela Polícia Militar Ambiental (PMA) em parceria com as prefeituras municipais. Na Capital, por exemplo, a legislação prevê multa entre R$ 2.414,50 e R$ 9.658,00.

A orientação da Semadur é que denúncias podem ser feitas pelo 156, informando corretamente o endereço do terreno para que seja realizada a fiscalização.

A orientação da PMA para quem deseja fazer uma limpeza no seu terreno, é buscar empresas que tenham capacidade de fazer a remoção adequada do material. “Jamais fazer um incêndio. Porque hoje você está em situação de causador, mas amanhã você pode ser vítima”, alerta, o porta voz da Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul, Tenente Coronel Edmilson Paulino Queiroz.

Repórter Top

Você também pode enviar flagrantes, acidentes, denúncias, fotos, informações que podem virar notícia no nosso site, mandando via WhatsApp pelo número (67) 99826-0686.