Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Cidades

Segunda carreata 'Fora Bolsonaro' acontece neste sábado em Campo Grande

O protesto é contra o que os organizadores chamam de ''desgoverno'', em favor da democracia, pela vida e dignidade humana

22 janeiro 2021 - 16h34Por Nathalia Pelzl

Neste sábado (23), militantes contrários ao atual governo organizam a segunda carretada do ''Fora Bolsonaro'', em Campo Grande.

A concentração do evento está prevista para começar às 10h, na Cidade do Natal. 

"Com suas atitudes de negar a gravidade da pandemia, o não uso de máscaras, incentivar aglomerações e se opor à vacina, o presidente expõe a vida dos brasileiros a perigo de contágio de moléstia grave, que já resultou em mais de 214 mil mortes no Brasil. A carreata se organiza em nome da vida e do povo sul-mato-grossense e brasileiro", destacou organizadores. 

Entre as propostas que o grupo irá apresentar estão: socorrer imediatamente, com recursos federais financeiros, médico-hospitalares, logísticos e de pessoal, as populações de todas as regiões mais gravemente afetadas pela pandemia.

Determinar o planejamento, organização e execução de um plano e de uma campanha de vacinação contra a Covid-19 em todo o território nacional, com a urgência necessária, de forma a cumprir com a devida seriedade ordem neste sentido do Supremo Tribunal Federal; determinar também a realização dos testes recomendados internacionalmente, para conhecer o avanço da pandemia entre a população. 

Aprovar auxílio-emergencial às famílias afetadas pelas consequências econômicas da crise sanitária, enquanto está perdurar, sem prejuízo de avaliar a ampliação do Bolsa Família. 

Avaliar as demais medidas de ordem econômica e social necessárias para proteger os trabalhadores, as pequenas e médias empresas e especialmente a população mais pobre nesta crise, revogando medidas que a agravam como é o caso da limitação do BPC. 

Convocar o Ministro da Saúde e todas as autoridades públicas federais da área de Saúde para que prestem contas de seus desmandos e apresentem a real situação administrativa, financeira e logística, bem como os recursos humanos, técnicos e médico-hospitalares de que dispõem, as informações e dados oficiais sobre a pandemia, os planos e contratos em andamento ou planejados para enfrentamento da crise.

Além disso, o grupo pede o fim do recesso parlamentar da Câmara dos Deputados e do Senado Federal para votar e encaminhar tais medidas

A primeira manifestação contra Bolsonaro ocorreu no final da manhã do domingo (17), também iniciado na Cidade do Natal. 

Segundo apurado pelo TopMídiaNews, em dado momento do evento, a fila de carros se estendeu por 200 metros. Também houve um trio elétrico com locutor gritando palavras de ordem e músicas pedindo o ''Fora Bolsonaro''.