TJMS - novembro
Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
Cidades

Querendo sair da rotina no Dia dos Namorados? Sexóloga dá dicas de produtos e brinquedos!

Se preço for o problema, diversão pode custar apenas R$ 6; confira dicas

09 junho 2019 - 13h30Por Nathalia Pelzl

Dia dos Namorados chegando - a data é comemorada no dia 12 de junho no Brasil - e a expectativa é de movimento para o comércio. Nos últimos anos, o setor erótico tem mostrado um aumento significativo para a economia, em especial nessa época do ano.

Segundo comerciantes do ramo, a procura por produtos eróticos em sex shops ou boutiques triplica. Seja uma lingerie ousada, um cosmético para libido ou um acessório para sair da rotina, a sexóloga e empresária Karina Brum dá dicas para os casais que querem inovar nesta data.

A especialista alerta que, para ato ser especial, é preciso ter conversa e não ofender o parceiro na hora de comprar o produto.

“Muitos homens mais velhos acabam tendo insegurança. O lance é não ofender ninguém em nenhuma hipótese, é preciso conversa. Vem muito casal nessa época do ano, porém, no geral, são mais as mulheres que buscam, fazem pesquisa.  A minha orientação é sempre não comprar por conta”, destaca.

Ela destaca que a decisão de ousar e investir precisa ser de ambos, sendo preciso que o casal encare os brinquedos como auxiliares para a satisfação máxima de prazer.

(Foto: Wesley Ortiz)

“Um brinquedo não é um consolo, nunca será. Esse termo é da década de 20, nós já passamos dessa época. Tem que ser uma decisão conjunta, aí sim pode comprar, pois, às vezes, é preciso colocar na cabeça do marido que não é nada de concorrente ou substituto e sim um auxiliar para o prazer”, pontua.

Entre os destaques de venda está o massageador de clitóris chamado ‘bullet’, seja com ou sem fio. A sexóloga ressalta que o sucesso pode ser a descrição do produto.

“São modernos e cheios de tecnologia. O massageador vai ativar uma região que não está sensível por falta de percepção ou estímulo. Pra quem quer começar a descoberta, eu indico os ‘bullets’, que são balas vibratórias e pequenas, na faixa de R$ 50 a R$ 60. Tem brinquedos de alto custo também, porém é para casais que estão mais habituados”, destaca.

Questionada sobre o valor da brincadeira, ela revela que usar isso como desculpa pode ser ‘jurássico', já que o mercado oferece produtos a partir de R$ 6.  

"Você pode investir até em energético para te dar disposição, custa R$ 6. Não precisa comprar um acessório logo de cara, pode comprar jogos, excitantes femininos de R$ 44”.

A dica da especialista é: para uma boa qualidade de vida e um relacionamento fora da rotina, visitas a esses estabelecimentos precisam ser frequentes.

Ela revela que, a cada dia que passa, o mercado tem mais possibilidades, como adesivos sugestivos e o pompoar que, além de melhorar a saúde do assoalho pélvico, também vai aumentar o desejo e a lubrificação.

“Tem jogos eróticos. Nós temos um jogo maravilhoso, jogo da verdade erótica, eu falo que é de verdade e desafio, só que no campo sexual. É um jogo de cartas maravilhoso que faz perguntas que você não teria coragem de responder e a pessoa acaba respondendo, pois ela se colocou à disposição para brincar. Tem cartão que custa R$ 4 também, pode mandar semanal, mensal, você escolhe. Adesivos sugestivos, pompoarismo para saúde, enfim, várias possibilidades”, finaliza.