TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Voluntários de Brasília percorrem aldeias indígenas de MS

Visita

8 JAN 2014
Ana Rita Chagas e Lucas Arruda
11h39min
Foto: Geovanni Gomes

Uma equipe de estudantes e voluntários de Brasília está desde ontem (7) em Mato Grosso do Sul para visitar comunidades indígenas do Estado. Na manhã desta quarta-feira (8), o grupo, composto por 24 integrantes, esteve reunido com indígenas da aldeia Água Bonita, localizada próxima ao Bairro Nova Lima, região norte da Capital para conhecerem a realidade dos moradores locais.

Segundo um dos organizadores da comitiva, , o consultor internacional e militante político, Thiago Àvila, os voluntários saíram de Brasília no último dia 6 de janeiro. A intenção é registrar a vida e os costumes das comunidades que estão enfrentando conflitos de terras. "Formamos uma brigada para conhecer os conflitos  dos povos indígenas e ajudar a resolver. Nós entendemos que a luta é a mesma de qualquer cidadão. Fomos muito bem recebidos pelos povos indígenas, agora vamos percorrer Mato Grosso do Sul.", disse

Depois de Água Bonita, o grupo segue para a aldeia Marçal de Souza, que fica próximo ao Bairro Tiradentes. O roteiro completo da visitação não foi divulgado pela equipe que preferiu manter discrição do trajeto. " É muito importante ter a viista de pessoas de fora em nossa comunidade para conhecer a realidade dos indigenas de Campo Grande e Mato Grosso do Sul", disse o cacique da aldeia Água Bonita Nito Nelson Kaiowa.

Na oportunidade, a estudante de jornalismo da UnB, Luana Luizy, informou que irá  produzir um documentário sobre a vida dos indígenas."Queremos ver de perto a luta indígena e dar força para ajudar na resolução dos conflitos de terras", acrescentou o integrante a União Autônoma Popular, Renato Dourado. Os voluntários ficarão em Mato Grosso do Sul até o dia 15 de janeiro. A aldeia Água Bonita abrange uma área de 36 hectares e é composta pelas etnias Guarani, Kaiowá, Kadiwéu, Terena e Guató.

Veja também