Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Economia

Chega de mamata: Governo corta 22 mil famílias irregulares do vale renda em MS

Famílias com renda de R$ 6 mil recebiam o programa assistencial do governo

02 abril 2019 - 11h07Por Diana Christie

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul resolveu cortar pela metade o número de famílias beneficiadas pelo vale renda. A decisão foi tomada após a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) descobrir irregularidades em pelo menos 22 mil famílias que recebiam o valor de R$ 180. 

O Estado destaca que a equipe técnica fez um cruzamento dos dados do programa Vale Renda com o Cadastro Único - um instrumento do Governo Federal que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda e descobriram que 22 mil das 45 mil famílias que recebem o Vale Renda já eram beneficiadas pelo programa Bolsa Família, ou não estavam em situação de vulnerabilidade social.

Um exemplo citado pelo governo foi o caso de uma família de Batayporã, composta por quatro pessoas. Eles possuem uma renda familiar de R$ 6.072, mas continuavam a receber o auxílio de R$ 180. Pelas regras do programa, só podem ser contempladas famílias com renda familiar per capita de até meio salário mínimo.

Conforme a assessoria de imprensa do Estado, não se trata de um fator isolado. Em Campo Grande, uma família de três pessoas com salário de R$ 5.622 recebia o Vale Renda. Em Três Lagoas, uma família do mesmo tamanho, com R$ 3.372 mensais também era beneficiada. Tem ainda casos de famílias que há mais de 12 anos recebem o benefício, criado em 2007.

O Estado adianta que vai intensificar o combate à fraude, evitar duplicidade e garantir os pagamentos de quem mais precisa.

Segundo o corpo técnico da Sedhast, algumas dessas pessoas superaram a situação de vulnerabilidade porque conquistaram emprego ou se aposentaram e hoje não se enquadram mais nos critérios, mas continuaram a receber o benefício.

O secretário-adjunto Adriano Chadid explicou que o combate aos desvios é necessário para a manutenção do Vale Renda. “Aprimoramos o programa integrando nossa base de dados com a do governo federal. Queremos ampliar a rede de parceiros, evitar duplicidade e desvios”, concluiu.

Leia Também

Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos
Cidades
Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos
Ministério da Agricultura vai investigar 'sementes misteriosas' vindas da China
Geral
Ministério da Agricultura vai investigar 'sementes misteriosas' vindas da China
Corrupção: vice toma posse após prefeito ser cassado pela Câmara de Bandeirantes
Política
Corrupção: vice toma posse após prefeito ser cassado pela Câmara de Bandeirantes
Com cachorro no colo, Bolsonaro sanciona pena maior para maus-tratos a animais
Geral
Com cachorro no colo, Bolsonaro sanciona pena maior para maus-tratos a animais