Menu
terça, 27 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Economia

Copom inicia hoje reunião para definir taxa básica de juros

No mês passado, o Copom reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, a primeira redução em quatro anos

29 novembro 2016 - 07h57Por Da Redação / Agência Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) inicia hoje (29) a reunião de dois dias para definir a taxa básica de juros, a Selic. Esta é a última reunião do comitê neste ano.

Amanhã (30), ao fim do segundo dia de reunião, o Banco Central (BC) anuncia a decisão sobre a Selic. De acordo com a pesquisa semanal do BC a instituições financeiras, a expectativa é de que o Copom dê continuidade ao ciclo de cortes na Selic, com redução da taxa dos atuais 14% ao ano para 13,75%.

No mês passado, o Copom reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, a primeira redução em quatro anos.

O principal instrumento usado pelo BC para controlar a inflação é a taxa básica de juros, usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação. Quando mantém a taxa, o Copom considera que ajustes anteriores foram suficientes para alcançar o objetivo de controlar a inflação.

Leia Também

Receita Federal leiloa vibrador e masturbador com lance mínimo de R$ 260
Geral
Receita Federal leiloa vibrador e masturbador com lance mínimo de R$ 260
Senador posta meme de Bolsonaro andando de skate ao lado da 'Fadinha Rayssa'
Geral
Senador posta meme de Bolsonaro andando de skate ao lado da 'Fadinha Rayssa'
Bolsonaro diz que o vice-presidente Mourão é igual cunhado: 'tem que aturar'
Geral
Bolsonaro diz que o vice-presidente Mourão é igual cunhado: 'tem que aturar'
Greve de caminhoneiros contra Bolsonaro fracassa e 'vira piada' na maior parte do País
Geral
Greve de caminhoneiros contra Bolsonaro fracassa e 'vira piada' na maior parte do País