TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
quarta, 25 de maio de 2022 Campo Grande/MS
TOP MIDIA INSTITUCIONAL SUPER BANNER
Especiais

De carnavais à amizade na praça, fotografias permitem sentir os velhos tempos de Campo Grande

Confira como costumava ser a Cidade Morena, que em 2018 completou 119 anos

03 setembro 2018 - 09h29Por Amanda Amaral

Com quase 12 décadas de idade, Campo Grande coleciona boas histórias e transformações, em memórias que ficam mais claras através das imagens registradas ao longo dos anos. As ruas, prédios e praças da primeira ou início da segunda metade do século anterior cederam à modernização, e pouco dá para enxergar que um dia estiveram ali. 

Boa parte destas lembranças está no acervo permanente do Arca (Arquivo Histórico de Campo Grande). Nas fotografias, o desafio é encontrar as semelhanças com o agora, aos 119 anos da Capital de Mato Grosso do Sul. Que tal? Veja abaixo:

Rua 7 de Setembro. Década de 1910. (Crédito: Acervo ARCA – Reprodução Álbum Graphico do Estado de Matto-Grosso)

Nova edificação da Igreja Santo Antônio, erguida em 1922 na Rua 15 de Novembro. (Crédito: Acervo ARCA)

Agência dos Correios. Avenida Afonso Pena, esquina com a Rua 13 de Maio. (Crédito: Acervo ARCA)

Chegada de locomotiva e vagões de passageiros da Companhia Estrada de Ferro Noroeste do Brasil (NOB) em Campo Grande. Década de 1920. (Crédito: Acervo ARCA)

Área comercial na Rua 14 de Julho. Década de 1920. No primeiro plano, Casa Haddad. (Crédito: Acervo ARCA)

Rua 14 de Julho. Década de 1920. (Crédito: Acervo ARCA)


Cenas de carnaval de rua na época dos corsos, serpentinas, confetes e lança-perfumes. (Crédito: Acervo ARCA)

Conjunto de veículos conhecidos como "fordinhos". Final da década de 1920. Avenida Afonso Pena em frente ao Jardim Municipal ou Passeio Público (atual Praça Doutor Ari Coelho). (Crédito: Acervo ARCA)

Vista externa, pérgola e coreto do Jardim Municipal ou Passeio Público (atual Praça Doutor Ari Coelho), na área central de Campo Grande. A pérgola se mantém até os dias atuais e o coreto (de 1929) deu lugar à fonte luminosa em 1957. (Crédito: Acervo ARCA)

Rua Maracaju. Enchente do Córrego Maracaju. 1971. (Crédito: Acervo ARCA – Autor: Roberto Katayama)