tce janeiro
Menu
quinta, 27 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Geral

Adolescente que morreu em excursão de escola pediu passeio como presente

Menino foi encontrado morto em uma cachoeira após ser dado como desaparecido

08 dezembro 2021 - 11h54Por Antonio Bispo

O estudante Daniel Hiarle Arruda de Oliveira, de 14 anos, que morreu na segunda-feira (06), durante um passeio da escola no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães (MT), pediu para a mãe ir à excursão como presente de aniversário, que aconteceu no dia 01 de dezembro.

De acordo com informações publicadas pelo G1, a ausência de Daniel e mais dois alunos só foi notada na hora de ir embora, quando o grupo estava no ônibus e foi realizada a contagem dos estudantes.

O corpo do estudante foi encontrado após 5 horas de busca. Ele estava em um rio formado pela queda de uma cachoeira, a 3 metros de profundidade. Os outros dois estudantes foram encontrados sem ferimentos.

“No dia 1º foi aniversário dele. Ele falou: 'mãe, só me dá o passeio’. Aí eu falei: 'ah Daniel, você só pede coisa difícil’, mas daí eu assinei o papel e o meu marido deu o dinheiro para ele ir", contou Joceli Mara Rodrigues de Oliveira, mãe do garoto.

Ela afirmou, ainda, que a escola avisou que o filho, que cursava o 2º ano do Ensino Médio havia desaparecido, mas, para ela, a direção já sabia do afogamento e não quis contar.

A cachoeira onde Daniel foi encontrado é um dos pontos de parada do circuito das cachoeiras realizado no Parque.

“Por que ela [representante da escola] não me falou a verdade? Ela mentiu. Se ela tivesse falado ‘olha mãe, aconteceu isso, mas a gente já está tomando as providências’. Ela falou que ele tinha sumido, não que tinha morrido ali afogado”, afirmou Joceli.

A Secretaria de Educação de Mato Grosso divulgou uma nota de pesar na qual informa que o passeio foi realizado seguindo os protocolos das aulas de campo e com autorização dos pais e responsáveis pelo aluno .As atividades escolares foram suspensas e só serão retomadas na quinta-feira (9).

A escola informou que o passeio foi feito sem a presença de guia. Uma portaria do dia 19 de novembro regulamentou o passeio pelo circuito das Cachoeiras sem guia de turismo. A norma do Ministério do Meio Ambiente passou a valer no dia 23 do mês passado.

De acordo com a diretora da escola, 60 alunos foram ao passeio.