TJMS AGOSTO
Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Geral

Após 'detonar' ivermectina, Anvisa recua sobre remédio elogiado por Bolsonaro

Órgão disse que não há estudos nem contra nem a favor do medicamento

12 julho 2020 - 17h37Por Thiago de Souza

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, recuou, de uma alerta que havia feito sobre a ivermectina, um dos remédios usados junto com a hidroxicloroquina, contra a covid-19. A mudança ocorreu depois que o presidente Bolsonaro elogiou o medicamento em uma transmissão ao vivo. 

Na primeira nota, a Agência alertava que não havia comprovação científica sobre o uso do vermífugo contra o coronavírus. Também destacou os possíveis e graves efeitos colaterais da ivermectina. 

A Anvisa também havia divulgado que há uma série de estudos registrados no órgão para verificar a eficácia do tratamento. 

Na segunda versão, porém, o texto inclui um novo trecho: “Bem como não existem estudos que refutem esse uso”. Esclareceu também que o estudo citado era ''acadêmico, que não passou pelo procedimento de anuência da Anvisa''. 

Já ao final da segunda versão do texto, o órgão enfatizou que “o uso da medicação para indicações não previstas na bula é de escolha e responsabilidade do médico prescritor’’. 

 

Leia Também

Ao lado da esposa, homem é baleado pelas costas por dupla de moto
Polícia
Ao lado da esposa, homem é baleado pelas costas por dupla de moto
Drive-thru da Capital passa a atender à noite e amplia número de testes
Cidades
Drive-thru da Capital passa a atender à noite e amplia número de testes
Presença de viciados obriga moradores e fazer 'toque de recolher' antecipado na Ferroviária
Cidade Morena
Presença de viciados obriga moradores e fazer 'toque de recolher' antecipado na Ferroviária
Vereador se envolve em acidente em frente à Câmara de Campo Grande
Cidade Morena
Vereador se envolve em acidente em frente à Câmara de Campo Grande