Menu
segunda, 01 de março de 2021
Geral

Bolsonaro insiste na cloroquina, mesmo depois da Anvisa negar eficácia do remédio

Fala do presidente foi feita a apoiadores, na frente do Palácio do Alvorada

18 janeiro 2021 - 18h11Por Thiago de Souza

Apesar dos diretores da Anvisa declararem que não há remédio capaz de prevenir ou combater diretamente a covid-19, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender, nesta segunda-feira (18), o uso do remédio contra a doença aos brasileiros. 

"Não desisto do tratamento precoce, não desisto. A vacina é para quem não pegou ainda. Essa vacina tem 50% de eficácia, ou seja, se jogar uma moedinha pra cima, é 50% de eficácia", disse o presidente da República a apoiadores, em frente ao Palácio do Alvorada. 

Segundo o R7, a defesa da cloroquina é feita pelo presidente desde que ela foi anunciada, em meados de 2020. Além da cloroquina e hidroxicloroquina, o tratamento precoce, como é chamado por uma pequena quantidade de médicos, incluiu a ivermectina e o antibiótico azitromicina.