Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
ALMS
Geral

Estudo que demonizava cloroquina é falho e autores tiram texto de site

Presidente Jair Bolsonaro é um entusiasta do remédio

04 junho 2020 - 20h43Por Thiago de Souza

Autores de um estudo que apontou riscos no uso da hidroxicloroquina no combate à covid-19 reconheceram que houve falhas na apuração e retiraram o texto do ar, nesta quinta-feira (4). Eles publicaram uma nota de retratação na revista científica The Lancet. 

Segundo o Poder 360, o estudo havia concluído que as substâncias não apresentam benefícios no tratamento da covid-19 e também podem aumentar o risco de morte em 34%, e quando associados a antibióticos – como a azitromicina– a porcentagem sobe para 45%.

A nota emitida pelos autores do estudo diz: 

“Hoje, 3 dos autores do artigo ‘Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis’ pediram a retirada de seu estudo. Eles não conseguiram completar uma auditoria independente dos dados que sustentam sua análise. Como resultado, eles concluíram que não podem mais ‘garantir a veracidade das fontes de dados primárias’.

Ainda segundo o Poder 360, os três especialistas informaram que realizaram uma revisão independente, feita por uma 3ª parte, da base de dados utilizados pesquisa, com o consentimento de Sapan Desai. 

Os revisores informaram ainda que a empresa Sugisphere não concedeu todas as informações e contratos dos clientes porque infringia os acordos de confidencialidade. Assim, os revisores informaram que não foi possível realizar “uma revisão independente e privada” e que estavam se retirando do processo.

Leia Também

Apesar do decreto de Bolsonaro, uso de máscara ainda é obrigatório em igrejas e comércio da Capital
Cidade Morena
Apesar do decreto de Bolsonaro, uso de máscara ainda é obrigatório em igrejas e comércio da Capital
Com mala de drogas, mulher é detida durante viagem na MS-164
Polícia
Com mala de drogas, mulher é detida durante viagem na MS-164
Bolsonaro aguarda que Senado aprove CNH por dez anos
Política
Bolsonaro aguarda que Senado aprove CNH por dez anos
Mandetta vai analisar pandemia do coronavírus em live com vereadores de Campo Grande
Política
Mandetta vai analisar pandemia do coronavírus em live com vereadores de Campo Grande