Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Geral

Inimigo de Bolsonaro, vice-presidente da Câmara consulta pedidos de impeachment

Ele disse que vai analisar os documentos para ver se há fundamentação jurídica

19 julho 2021 - 19h13Por Thiago de Souza

O deputado federal, Marcelo Ramos, do PL, pediu, nesta segunda-feira (19), acesso aos 127 pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. O parlamentar é vice-presidente da Câmara dos Deputados. 

Ramos é ferrenho opositor do governo e abriu nova guerra com o Planalto ao fazer manobras regimentais para conseguir aprovar o fundo eleitoral de quase R$ 6 bilhões. Bolsonaro reagiu e o chamou de péssimo parlamentar. 

Após o atrito por conta do ‘’fundão eleitoral’’, Ramos quer analisar os pedidos de deposição de Bolsonaro já protocolados na Casa de Leis. Segundo a Constituição, somente o presidente da Câmara pode autorizar o processo. 

O fato é que Ramos ocupa, por vezes, a cadeira de chefe da Câmara e poderá sim autorizar a abertura de processo de impedimento do presidente. 

Ao site Congresso em Foco, Marcelo Ramos disse que seu objetivo é verificar a fundamentação jurídica dos pedidos e checar se há elementos de que Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade.

No entanto, ponderou que, além da questão da fundamentação jurídica, seria preciso mapear os elementos de natureza política, como as manifestações de rua, a base de apoio do presidente e apoio das forças produtivas. 

O Congresso em Foco foi questionado se aproveitaria a ausência do presidente Arthur Lira para dar seguimento a um dos pedidos de impeachment. O parlamentar afirmou: “Não, eu não sou precipitado nisso. Agora, no exercício da presidência, eu sou o presidente. É óbvio que é uma responsabilidade enorme que talvez não caiba a quem exerce provisoriamente a presidência”.