(67) 99826-0686
Camara - marco

Mãe que deu à luz em carro passará uma semana em observação

Parto

13 OUT 2013
Carlos Guessy
18h00min
Capitão dos bombeiros, Rafael Venâncio, segura a pequena Gayne Yasmin após o parto Foto: RV

Camila Batista Brounel, 19 anos deu à luz dentro do carro na avenida Costa e Silva, no início da tarde desse último sábado (12), terá de permanecer por uma semana em observação, juntamente, com a recém-nascida, no Hospital Universitário em Campo Grande.


De acordo com a mãe da jovem, Lucilene Batista dos Santos, 37 anos, a medida é apenas preventiva, já que a recém nascida nasceu prematura e fora do ambiente hospitalar.


Conforme a avó, o bebê não precisou ficar na incubadora e por isto foi recebido no mesmo hospital que, minutos antes, havia dispensado a mãe em trabalho de parto por falta de vagas. “A médica que a recebeu de volta foi a mesma que a tinha dispensado. Ela pediu milhões de desculpas depois do ocorrido”, disse a avó.


Dona Lucilene explica que a médica justificou a dispensa devido aos riscos de um parto prematuro em hospital sem vagas nas incubadoras, além de o bebê estar sentando na barriga da menina, podendo haver a necessidade do parto ser cesariana.


Camila sentia contrações desde a manhã de sábado e inicialmente deu entrada no Hospital da Mulher nas Moreninhas, região sul de Campo Grande, porém foi dispensada pela falta de incubadoras na unidade. Depois seguiu para o HU, onde também não houve possibilidade de internação.


A caminho da Maternidade Cândido Mariano, o bebê acabou nascendo com ajuda de uma equipe do Corpo de Bombeiros que coincidentemente passava pelo local.


A mãe disse para a nossa reportagem que conversará com a filha sobre a necessidade de realizar um registro de boletim de ocorrência.

Veja também