Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Geral

Mãe pede roupas usadas para bancar tratamento do filho de 7 anos com doença grave

Ela é dona de brechó e acompanha o filho que operou em hospital de SP; o dinheiro acabou

14 fevereiro 2019 - 17h00Por Celso Bejarano

Sandra Aparecida Costa Campos, 37 anos, manicure, moradora de Nova Andradina (cidade distante 300 km de Campo Grande), mãe do estudante Luiz Cláudio, de 7 anos, está desenvolvendo uma campanha para arrecadar roupas usadas. A ideia é vender as peças coletas e, com isso, bancar o tratamento médico do filho, que se recupera de uma cirurgia em hospital de São Paulo.

O garoto da manicure é portador de uma doença com nome comprido, a distrofia muscular congênita merosina negativa. 

Luiz já nasceu com a enfermidade, que é hereditária, lenta ou rapidamente progressiva, que afeta principalmente o músculo estriado e tem em comum um padrão distrófico de necrose-regeneração característico na biópsia muscular. Até o presente momento não há tratamento definitivo para estas crianças.

A manicure disse que viajou para São Paulo com o filho no dia 27 de janeiro. Lá, o menino foi submetido a uma cirurgia no estômago no Hospital das Clínicas para a inserção de uma sonda. Diagnóstico médico indica que o período de recuperação da criança não tem data definida. Ou seja, o garoto recebeu alta médica, mas precisa ficar perto do hospital devido às constantes consultas pós-operatória.

“Estamos numa pensão que cobra a estadia por mês. E o dinheiro acabou por isso peço roupas para vender no brechó que montei em casa. Conseguimos vir pra cá graças as vendas do brechó, pizzas e as rifas que vendemos”, disse ela.

Sandra negocia as peças de roupas a preços que variam de R$ 2 a R$ 5.

“Todo o dinheiro arrecadado investimos no tratamento de meu filho”, afirmou a manicure, que tem outra filha, de 16 anos de idade, que o ajuda no brechó.

SERVIÇO

A manicure disse que quem puder fazer as doações podem ligar para ela (67 - 99648-6264). Ou, então, depositar qualquer quantia nessa conta: agência da Caixa Econômica Federal de número 0788, operação 013, conta 12.952-3, que está em nome de Sandra Aparecida Costa Campos.

Leia Também

Médica picada por cobra em cachoeira ganha alta e deixa hospital
Geral
Médica picada por cobra em cachoeira ganha alta e deixa hospital
Mulher de 52 anos é autuada após colocar fogo em lixo de terreno
Interior
Mulher de 52 anos é autuada após colocar fogo em lixo de terreno
Chamado de “Adélio Trutis”, deputado mostra votação esquisita para "rasteira" em Siqueira
Política
Chamado de “Adélio Trutis”, deputado mostra votação esquisita para "rasteira" em Siqueira
MS contabilizou mais 649 casos de coronavírus
CORONAVÍRUS
MS contabilizou mais 649 casos de coronavírus