Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Geral

Médico preso por estupro chamou vítima para ir ao motel

Ginecologista ainda questionou: 'acima dos 70, não tem interesse?'

24 março 2019 - 11h54Por Da redação / G1

Um ginecologista de 75 anos foi preso após ser denunciado por uma paciente que diz ter sido abusada dentro do consultório dele, em uma clínica em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio.

A vítima relata que, logo que entrou no consultório do médico Silvio Pereira, ouviu do médico uma pergunta estranha.

“Ele perguntou se eu estava com a vida sexual ativa e se eu gostava assim de homens mais velhos. Eu respondi que não, mas aí ele perguntou: ‘mas assim, acima dos 70, não tem interesse?’”, disse a vítima que prefere não ser identificada.

A moça conta que desconversou e que essa era a segunda vez que ela se consultava com o médico. Durante o exame, a jovem percebeu que havia algo de errado.

“Quando ele já tinha feito o procedimento com o aparelho utilizado, ele retirou e colocou a mão dele e começou a fazer elogios às minhas partes íntimas e fazendo perguntas bem sexuais mesmo e me tocando em partes que um ginecologista não toca”, afirmou a vítima.

A paciente diz que o médico foi direto: “Em momento nenhum, ele utilizou meias-palavras ou deixou subentendido. Ele falou as palavras sexuais mais chulas possíveis que você possa imaginar ali pra mim e deixou claramente a intenção dele. Ele me chamou pro motel, ele me chamou pra jantar, ele fez as coisas ali, ele falou palavrões e tudo”, disse ela.

Nessa hora, a jovem disse se levantou e, já chorando, começou a se vestir para ir embora. Ela conta ainda que o médico agiu naturalmente, como se nada tivesse acontecido.

“Ainda falou assim para mim no final: ‘Ah, marca para daqui um mês que eu quero te ver que eu vou te deixar boazinha’”.

Depois disso, a vítima foi para casa e pediu ajuda à irmã. As duas chamaram a polícia e voltaram para a porta do prédio para esperar os policiais, que prenderam o ginecologista em flagrante ainda dentro do consultório.

Médico negou acusações
Na delegacia, o médico Silvio Pereira negou as acusações. A delegada também ouviu a secretária do médico. A funcionária disse que sempre era chamada pelo médico pra acompanhar a paciente em exames assim, o que não aconteceu desta vez.

“Disse apenas que é um médico de 45 anos de profissão, que nunca tinha tido outro fato dessa natureza e também quando questionado por que nesse caso concreto porque não chamou a secretária para acompanhar, ele disse que ela deveria estar enrolada com alguma outra tarefa do consultório, o que não nos convenceu”, afirmou a advogada.

O ginecologista vai responder pelo crime de estupro. Nesta sexta-feira (22), uma audiência de custódia deve determinar se ele continua preso.

A polícia ainda investiga se o médico fez outras vítimas e pede que elas tenham coragem de denunciar.

Leia Também

Reinaldo volta ao trabalho presencial após quarentena pela covid: 'agradeço pelas orações'
Cidades
Reinaldo volta ao trabalho presencial após quarentena pela covid: 'agradeço pelas orações'
Motoboy humilhado por 'branco da elite' cria empresa para ajudar jovens a achar trabalho
Geral
Motoboy humilhado por 'branco da elite' cria empresa para ajudar jovens a achar trabalho
Com apoio de Michelle, Bolsonaro vai sancionar pena maior para maus-tratos a cães e gatos
Geral
Com apoio de Michelle, Bolsonaro vai sancionar pena maior para maus-tratos a cães e gatos
Prefeito de Rio Verde vai processar bolsonaristas que participaram de confusão com arma
Polícia
Prefeito de Rio Verde vai processar bolsonaristas que participaram de confusão com arma