Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Geral

Moro diz que desentendimento com Maia é "absolutamente contornável"

"Nós temos que dialogar resolver esses problemas e decidir da melhor forma o que é melhor para o país", disse o ministro

27 março 2019 - 12h15Por Agência Brasil

O ministro da Justiça, Sergio Moro, minimizou nesta quarta-feira (26), o desentendimento, na semana passada, com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre a tramitação do projeto anticrime, apresentado ao Congresso. "Não temos a menor intenção de prolongar esse desentendimento”, disse Moro.

“Isso está sendo conversado com a Câmara, com o presidente Rodrigo Maia. Houve uma troca de palavras ásperas, mas isso é algo absolutamente contornável. Nós temos que dialogar resolver esses problemas e decidir da melhor forma o que é melhor para o país", afirmou o ministro da Justiça, ao participar de audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Na reunião, Moro tratou da diferença entre o projeto atual e a proposta apresentada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, quando estava no Ministério da Justiça. Para Moro, há semelhanças, mas o projeto apresentado por ele é mais amplo.

“Apesar de algumas convergências, que eu nunca neguei, meu projeto é um pouco mais amplo. E no projeto do ministro Alexandre tem algumas medidas que não estão no meu. É aquela história, não importa a cor do gato, importa que ele pegue o rato. Se a legislação é boa, não importa quem é o autor, vamos aprovar, não tem nenhum problema em relação a isso”, afirmou.

Histórico

O pacote anticrime apresentado ao Congresso em fevereiro tem três projetos (PL 881/2019, PL 882/2019 e PLP 38/2019), em tramitação na Câmara. Ao todo a proposta modifica 14 leis, entre elas o Código Penal e o Código de Processo Penal em pontos como regras de legítima defesa e prisão após condenação em segunda instância, criminalização da prática de caixa dois e mudanças na legislação eleitoral.

Moro disse hoje que entende a importância da votação da reforma Previdência, mas afirmou que o governo espera que o pacote anticrime seja apreciado “o quanto antes”.

Leia Também

Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Geral
Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Geral
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Geral
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca
Polícia
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca