TCE Julho  17 a 19/07 e 22 a 25/07
(67) 99826-0686
Gov - PPA 23 a 27/07

Mulher descobre traição do marido pelo Facebook uma semana após dar à luz

Jovem tinha 21 anos quando teve a primeira decepção com o ex-marido

9 JUL 2019
Da redação/Meia Hora
16h16min
Foto: Reprodução/Meia Hora

“Você aceita o amor que acha que merece”. Essa foi a lição que a americana Kierstyn Franklin aprendeu com seu primeiro marido ao descobrir sua traição uma semana depois de dar a luz. Em depoimento ao site 'Love What Matters', Kierstyn contou sua história de vida e o caso de traição . Aos 17 anos ela conheceu seu primeiro marido (que não tem o nome citado). Depois de 18 meses namorando os dois se casaram.

O relacionamento nunca foi um mar de rosas. Três meses após o casamento, ela encontrou imagens pornográficas em seu celular e as brigas começaram a ser constantes e cada vez mais violentas. Aos 18 anos ela assumiu a responsabilidade de sustentar a casa quando ele perdeu o emprego. Ganhando 14 dólares por hora os dois foram obrigados a morar com os pais dela e logo depois descobriram que teriam um bebê. Nessa fase, o que era já era ruim, piorou.

“Estávamos com outro casal que já era nosso amigo há algum tempo, eles estavam falando sobre trabalho quando soltou. ‘Você contou a Kierstyn sobre o drama no trabalho ?’. Ele ficou desconfortável e sem perguntar o amigo contou. ‘Sim, no trabalho há um boato de que seu marido está dormindo com uma garota que trabalha conosco’”, conta Kierstyn.

O que você faria se ouvisse algo assim? Ela deixou o caso passar, sem questionamentos. Mas uma semana após dar a luz, encontrou no Facebook do marido várias mensagens entre ele e uma amiga dos tempos de ensino médio. Questionado ele negou o caso e Kierstyn, por medo de ser mãe solteira aos 21 anos, acreditou nele.

Mais 18 meses se passaram e então uma briga feia dentro do carro fez ela se afastar e sair de casa. Dias depois descobriu, por um amigo, que o marido continuava mantendo contato com a amiga de escola e que mandava imagens íntimas para ela. Foi a gota d’água. “Eu finalmente soube que não queria aceitar um amor assim novamente. Eu tinha aceitado esse tipo de amor desde os 15 anos, e precisava parar o ciclo”, comenta.

Dai em diante, sua vida mudou completamente. Junto de uma amiga ela fundou o The Relationship Recovery (A recuperação de relacionamentos, em tradução livre), uma organização que acolhe pessoas recém-separadas e as ajuda a superar o relacionamento abusivo. Com o sucesso do negócio Kierstyn superou a traição e conheceu um cara. Eles se casaram e tiveram um filho. Hoje os dois “trabalharam duro para fazer a melhor vida possível para a família”.

Veja também