Menu
sábado, 26 de setembro de 2020
Geral

Número de mortos chega a 115 e 248 estão desaparecidos em Brumadinho

Corpo de Bombeiros informou que chances de encontrar sobreviventes diminuíram

01 fevereiro 2019 - 19h31Por Thiago de Souza

Aumentou para 115 o número de mortos na tragédia do rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). A atualização foi feita pela Defesa Civil de Minas Gerais. 248 pessoas seguem desaparecidas.

Ainda conforme o órgão, do total de óbitos confirmados, 71 corpos já foram identificados pelas famílias.
O porta-voz do Corpo de Bombeiros, Pedro Aihara, avaliou que o ritmo de identificação dos corpos deve diminuir. A partir de agora, o trabalho fica mais complexo por se tratar de vestígios de mais difícil acesso abaixo da lama.

''Agora os trabalhos são mais delicados, de escavação. É necessário fazer toda a nivelação do solo. E mesmo com o corpo encontrado, por conta da decomposição é necessário um trabalho minucioso'', explicou.

Vídeo

Conforme a Agência Brasil, questionado sobre as imagens divulgadas apenas hoje mostrando o curso da lama após o rompimento da barragem, o porta-voz do Corpo de Bombeiros, Pedro Aihara, afirmou que o comando unificado integrado pelas diversas corporações envolvidas nas buscas já tinha conhecimento dos vídeos.

Contudo, optou por não torná-las públicas pelo receio do impacto delas caso houvesse alerta de risco de uma nova tragédia em outras barragens.

“A decisão de não divulgar as imagens é decisão que visou sobretudo a garantia do bem estar da população e o não ocasionamento do pânico geral. Passamos para Vale e Polícia Civil investigar o vazamento das imagens”, explicou o porta-voz.

 

Leia Também

Irmãos gêmeos são executados em quitinete na Mata do Jacinto
Polícia
Irmãos gêmeos são executados em quitinete na Mata do Jacinto
Carlos Eduardo foi terceira vítima da curva da morte na Salgado Filho
Cidade Morena
Carlos Eduardo foi terceira vítima da curva da morte na Salgado Filho
NA LATA: candidato guarda 1 milhão em dinheiro
Na Lata
NA LATA: candidato guarda 1 milhão em dinheiro
Na reta final, toque de recolher segue flagrando desleixo em Campo Grande
Cidade Morena
Na reta final, toque de recolher segue flagrando desleixo em Campo Grande