Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Geral

'Quadrilhão do PT': Lula, Dilma e Palocci viram réus na Justiça Federal do DF

Eles são acusados de crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro

23 novembro 2018 - 16h01Por Thiago de Souza

Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff e os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega se tornaram réus na Justiça Federal do Distrito Federal, nesta sexta-feira (23). O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10º Vara Federal, aceitou denúncia por crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro, no escândalo que ficou conhecido como o ''Quadrilhão do PT''.

O ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, também faz parte do rol de réus na justiça. Na decisão, o juiz avaliou que os nomes integravam organização criminosa até o ano de 2016 com ações como membros do partido e "condutas" ilegais dentro de ministérios.

A denúncia aponta que o "quadrilhão" cometeu diversos crimes contra a administração pública e lavou dinheiro com atuações no Ministério de Minas e Energia, na Petrobras e nas empresas Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS, UTC e J&F.

A acusação afirma ainda que a atual presidente do PT, a senadora Gleise Hoffmann (PT-PR), o marido dela, Paulo Bernardo, e Edinho Silva também seriam integrantes da quadrilha.