Menu
quarta, 04 de agosto de 2021
Geral

Religiosos denunciam violência de equipes policiais que buscam por Lázaro

Lázaro é acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas de uma mesma família na zona rural de Ceilândia, região administrativa do Distrito Federal, no último dia 9

20 junho 2021 - 11h49Por Nathalia Pelzl

Lideranças de espaços tradicionais de matriz africana em Águas Lindas de Goiás e outros distritos em Goiás estão revoltados com a violência policial na busca por Lázaro Barbosa, 32 anos, conhecido como "serial killer do DF".

Conforme os relatos, as equipes invadiram os terreiros várias vezes nos últimos dias de forma truculenta e vasculhando telefones celulares e computadores sem mandados judiciais.

Há mais de 10 dias, uma força-tarefa com cerca de 200 policiais foi montada e tem usado o distrito de Girassol, área rural de Cocalzinho, no Goiás, como base - a área é próxima de onde ele teria sido visto pela última vez

Lázaro é acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas de uma mesma família na zona rural de Ceilândia, região administrativa do Distrito Federal, no último dia 9. 

Ele também é apontado como autor de outros crimes. 

Os líderes afirmam que os policiais agem com violência, apontam armas e vasculham todas as áreas dos terreiros, até mesmo as restritas. Um boletim de ocorrência chegou a ser registrado devido à abordagem adotada pelos agentes.