TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Geral

Última instância da justiça confirma condenação de Robinho por estupro na Itália

Pena é de nove anos de prisão, mas ele só será preso se sair do Brasil

19 janeiro 2022 - 14h51Por Thiago de Souza

Atacante Robinho, ex-Santos, teve a condenação por estupro confirmada pela última instância da justiça italiana, nesta quarta-feira (19). O apelo da defesa do atleta não foi acolhido pelos juízes. 

Segundo a CNN Brasil, Robinho foi condenado em primeira e segunda instância, a nove anos de prisão, por participar do um estupro coletivo de uma jovem, em uma boate de Milão, em 2013. À época, os advogados disseram que “neste, como em muitos processos deste tipo, o perigo real é confundir direito com moral’’. 

A defesa do ex-jogador do Santos recorreu de todas as condenações, até o caso chegar na Corte de Cassação de Roma, a última instância da justiça daquele país. 
A versão do jogador e outros envolvidos é que o ato foi consensual. 

Provas

Uma das provas usadas pela acusação contra Robinho e demais envolvidos no caso, foi um áudio gravado a partir de uma escuta instalada em um carro. Conversa entre o jogador brasileiro com amigos, possibilitou confirmar a versão da vítima sobre o estupro coletivo.

A lei não permite extradição de brasileiros, sendo assim, mesmo com a condenação, Robinho não será preso, já que está no Brasil. Ele só corre risco de ir para a cadeia, caso seja capturado em outro país. 

A emissora não conseguiu contato com as defesas dos jogadores sobre a decisão recente.