Menu
sábado, 25 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
In Memoriam

Turismóloga que morreu tentando salvar afogados deixa legado de altruísmo

Amigos e familiares se despediram da mulher manhã de hoje

03 setembro 2021 - 10h57Por Nathalia Pelzl e Rayani Santa Cruz

Altruísta e querida, assim a turismóloga Scharlene Ferreira Rodrigues, 38 anos, será lembrada por amigos e familiares. 

Ela morreu na última segunda-feira (31), após tentar salvar pessoas que se afogavam no mar de Porto de Galinhas. 

Ela foi socorrida e morreu no Hospital Municipal Carolzita Brito, no distrito de Nossa Senhora do Ó. 

Scharlene era natural de Campo Grande. 

O velório da turismóloga acontece na 13 de Maio, mas o corpo será sepultado em Nova Andradina, onde a família de Scharlene mora. 

 

Ela deixa um filho de 5 anos. O esposo, André Luiz Semidei, está inconsolável. 

Ao TopMídiaNews, a cunhada da vítima, Andreia Simedei, 42 anos, contou mais sobre ela. 

"Sempre ajudou a todas as pessoas e era uma serva de Deus. Ela estava aqui nessa terra para ajudar as pessoas e resgatou muitas famílias. Aqui tem muita família que só está inteira e restabelecida graça a ela, era uma amiga, era uma companheira foi uma esposa, uma mãe maravilhosa e ela é uma turismóloga de excelência”, disse. 

(Andreia afirmou que a turismóloga era uma pessoa extremamente altruísta. Foto: Wesley Ortiz)

“Tudo que ela fazia era com excelência e nesse ímpeto, uma viagem de férias, que nós tínhamos planejado. Infelizmente aconteceu essa fatalidade. Ela tentando ajudar outras pessoas, acabou sendo vítima dessa tragédia toda. Muito altruísta, a gente só tem coisas boas para falar dela e ela vai já deixar o Lorenzo de cinco anos”, pontuou Andreia. 

(Rodrigo foi ao velório para dar forças a família. Foto: Wesley Ortiz)

Colega de profissão, Rodrigo Abrão, 41 anos, contou que conhecia Scharlene desde 2019. 

“Ela visitava a agência que eu tinha, era super prestativa, sempre muito atenciosa, carinhosa. E aí a equipe da empresa veio dar um apoio pra família nesse momento, né? Eu vim especialmente pra dar um apoio pra ela, pra família. A lembrança que fica dela é a alegria", finaliza.