TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Interior

Bebê foi desenganada pelos médicos e família pede ajuda para mantê-la em casa, em Coxim

Ela tem apenas oito meses e desde que nasceu só ficou três dias fora do hospital

10 novembro 2021 - 15h51Por Thiago Souza

A pequena Lívia, de oito meses, nasceu com distúrbio cromossômico, a síndrome de DiGeorge, que acarreta problemas de saúde gravíssimos, em Coxim. A família faz apelo por doações, para que a menina faça tratamento em casa. 

O estado de saúde da garotinha inspira cuidados especiais já que, além da doença rara, ela tem má formação congênita, que acomete diversos órgãos. 

A mãe, Gisele Nery Ribeiro, diz que, desde o nascimento, a filha só passou três dias em casa, sendo 106 dias em uma UTI. Ao todo foram três cirurgias, sendo uma cardíaca, por mais de oito horas. 

Segundo o Edição MS, ao ouvir de uma médica que não havia mais tratamento para a filha, a família decidiu leva-la para casa. 

“Tudo que a medicina tinha para fazer foi feito”, garantiu Gisele, que tem plena confiança em todos profissionais que atenderam a filha em Campo Grande. 

Lívia precisa de medicamentos caros, além de outros insumos hospitalares para mantê-la em casa. Um exemplo é o leite da menina, que pode custar R$ 170 e cada lata dura cinco dias. 

Uma vaquinha virtual foi criada e arrecadou R$ 2,3 mil dos R$ 25 mil desejados. Doações também podem ser feitas por PIX para o CPF da mãe: 024.111.751-83 - Gisele Nery Ribeiro. O celular da mãe para qualquer informação é 67 9.9910-3408. 

Ainda segundo o Edição MS, a mãe fez uma reflexão emocionante sobre o estado da filha. 

“O tempo da Lívia aqui ninguém sabe, está nas mãos de Deus, mas, se a vontade soberana do Senhor for levar minha filha para descansar em seus braços, quero que ela esteja junto da família, recebendo todo amor do mundo”, escreveu Gisele.