Menu
sábado, 08 de maio de 2021
mais social 05 a09/05/2021
Interior

'Cumpanheiro': meio-sobrinho distante de Lula quer ser governador de MS

Família do ex-presidente saiu de Pernambuco e parou em Ponta Porã

03 maio 2021 - 07h00Por Thiago de Souza

Enquanto o ex-presidente Lula (PT) sonha em voltar à presidência da República, um meio-sobrinho, Alberto Inácio da Silva, criado distante dele, em Ponta Porã, garante que tem chances de ser governador de MS. 

Conforme Adauto Inácio, que é irmão de Alberto e responsábel pela propaganda dele, o pai deles, Damião Inácio da Silva, 83 anos, é o irmão mais velho de Lula por parte de pai. A família deixou Pernambuco há décadas e foi parar no Paraguai. Depois migrou para Ponta Porã, onde a mãe, Antônia Inácio da Silva foi comerciante. 

Política

Alberto é bacharel em direito e atualmente trabalha com o ex-juiz federal de Rondônia, Nereu Barbieri. Ele foi candidato a vereador em Campo Grande por duas vezes (2016 e 2020) mas não foi eleito. Segundo Adauto, os poucos recursos e ‘’porrada’’ que o PT sofria por conta da Lava Jato fizeram a candidatura não prosperar. 

O sobrinho de Lula é alinhado com o deputado estadual Cabo Almi e diz que suas chances de candidatura no partido são grandes. Questionado sobre o que Alberto ‘’puxou’’ do tio político, o irmão diz que é o olhar para as causas sociais, como combate à fome, por exemplo. 

Adauto destaca que o programa de governo para administrar MS está em construção, mas deve focar no lado social e na questão tributária. 

Fama 

Adauto conta que as pessoas na rua respeitam a família de Lula, mas sempre fazem muitas perguntas, sendo uma ‘’se eles são ricos’’. 

A família em Ponta Porã, diz o irmão, teve alguns contatos com o ex-presidente. 

‘’Minha mãe foi no velório da Marisa [então mulher do Lula]. Foram em uma caravana do PT aqui do Estado’’, relembrou o também sobrinho do petista. Também chegaram a passar pelo acampamento em Curitiba, época que Lula estava preso na Superintendência da PF. Alberto guarda uma foto ao lado do tio, em uma visita do ex-presidente ao Assentamento Itamarati.  

Atualmente, diz Adauto, a família em Ponta Porã mantém contato com o esposo da Bia, que é neta do Lula. 

A família garante que nunca perdeu a confiança no ex-presidente e acredita que Lula será presidente mais uma vez.