(67) 99826-0686

Quarteto de valentões é preso após promover noite de terror em Ponta Porã

Todos eles reagiram à prisão na madrugada desta terça-feira (4)

4 OUT 2016
Thiago de Souza
21h08min
Suspeito foi preso após noite de agressões em Ponta Porã Foto: Porã News

Anderson Domingues (27), Fernando Duarte dos Santos (20) e Ederson Luís Mercado Domingues (20) e mais um homem foram presos, na noite dessa segunda-feira (3) após atirar contra residências, ameaça e resistência à prisão no Bairro Alto da Glória em Ponta Porã. O quarteto utilizou um veículo Gol prata para cometer os crimes. 

O primeiro relato dado à polícia foi da ex-mulher de Ederson, que narrou ter sido ameaçada com uma arma de fogo, que foi apontada na direção de sua residência. A PM então fez buscas no bairro e encontrou o carro citado, estacionado na calçada. No momento da abordagem, os militares notaram manchas de sangue na lataria e também no punho direito de Ederson, que não soube explicar os fatos. O suspeito também negou estar armado. Como a denunciante não quis apresentar queixa por medo de represálias e nada foi encontrado, os homens foram liberados. 

Conforme o Porã News, instantes depois, um morador da região abordou os PM's dizendo que sua residência havia sido atingida por tiros, efetuados por um homem sem camisa que chegou no mesmo carro Gol prata junto a três comparsas. Juntos, os quatro quebraram vidros da casa, e um deles acabou cortando o braço. A vítima conta que Ederson ainda limpou  o sangue do braço em uma das paredes do imóvel e que ele estaria ameaçando o filho dele de morte além de planejar atear fogo na residência.  

A PM voltou a fazer rondas e localizou o grupo na rua Barra Bonita em frente a uma residência. Ederson foi abordado e  intimado a ir para a delegacia, porém se negou e avançou sobre o coldre do policial a fim de tentar retirar a arma dele. No mesmo instante o outro suspeito, Edson Carlos Domingues, tentou segurar o policial que dominava Ederson, tirou a chave da viatura que estava na cintura do PM e jogou no meio da rua. Enquanto isso, um terceiro agressor,  Anderson Domingues,  avistou a confusão dos colegas junto à guarnição e pegou um banco de madeira e atacou na viatura e fugiu. 

A confusão não terminaria aí. Populares alertaram a Polícia que Anderson estaria destruindo e criando briga em um bar da região. Ele foi abordado, xingou os policiais e foi levado para a delegacia. 

Os outros suspeitos  e o veículo também foram encaminhados para a Delegacia de Polícia em Ponta Porã. 

 

Veja também