Menu
Busca domingo, 15 de dezembro de 2019
Na Lata

Na Lata: antes da reforma da Previdência, vaquejada e 42 anos da Igreja Universal

Bolsonaro aproveitou e deu uma passadinha por lá

10 julho 2019 - 10h00Por Bentinho

Governo de Bolsonaro e os 513 deputados federais estão mobilizados pela aprovação da reforma da Previdência pela manhã, tarde, noite e até madrugada. Reuniões acontecem a todo instante nos quatro cantos do prédio do Congresso Nacional, a casa de trabalho dos senadores e dos deputados federais.

Ontem, quarta-feira (9), os parlamentares da Câmara dos Deputados ficaram o dia todo, da manhã até às 20h discutindo um projeto que trata da regulamentação da chamada vaquejada e rodeio. Embora o tempo debatido ainda não chegou-se à conclusão nenhuma – tem deputado achando bacana o evento; outros acreditando que a festa maltrata os animais. Toda a bancada de MS votou pela legalidade da vaquejada e rodeios. Depois, puseram no debate a reforma da Previdência, que terminou por volta da meia-noite.

O assunto será retomado hoje, quarta-feira e não tem hora para acabar. Logo cedo, por volta das 8h (horário de MS), aconteceu uma grande mobilização no plenário da Câmara. Mas o assunto não tratava da reforma. Era uma sessão solene para celebrar os 42 anos de criação da Igreja Universal do Reino de Deus.

E sabem que apareceu por lá? Bolsonaro. O presidente foi dizer que tem um “monte de amigos” evangélicos que o apoiam na ideia da aprovação da reforma previdenciária, outro assunto polêmico. Para alguns, a reforma favorece bancos e os mais ricos. A medida deve sacrificar, de novo, o bolso dos pobres, para outros.