Menu
quarta, 28 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Polícia

Acusado de matar artista plástica é preso com carro recheado de drogas no Nova Lima

O veículo foi utilizado por bandidos que invadiram e mataram uma idosa no início do mês

14 maio 2021 - 11h10Por Dany Nascimento

O funileiro Thalis Guinter Ambrosio Pereira, 30 anos, foi ouvido na manhã desta sexta-feira (14), durante audiência de custódia no Fórum de Campo Grande e teve a prisão preventiva decretada. 

Ele é investigado por latrocínio, roubo seguido de morte, da artista plástica Catarina Maria Marquesi Moreira, 72 anos, registrado no dia 4 deste mês. Thalis foi abordado por policiais da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) e dirigia um veículo Gol, de cor bege na Rua Celina Bais Martins, no Bairro Nova Lima, em Campo Grande.

Testemunhas relataram que o veículo foi utilizado na ação criminosa, flagrado por câmeras de segurança ao redor da casa da idosa. 

O suspeito estava sem documento pessoal e não concedeu nome correto aos policiais. Emabaixo do banco, os policiais encontraram 45 porções de cocaína e quatro de maconha.

Ambrosio disse em depoimento, que não é dono da droga e nem teria visto as porções debaixo do banco. Ele alega que a droga seria de um dos homens que tinha intenção de comprar o carro. 

Thalis afirma que deixou o carro com os supostos compradores, para um teste antes da compra. Ele não informou o nome dos homens para os policiais. Ele alega ainda, que o carro não tem tranca e fica estacionado na frente da casa onde mora, suspeitando que alguém colocou a droga no veículo.  

O acusado admitiu apenas que faz o uso de drogas e nega participação na morte da idosa. 

Relembre o caso

Catarina foi encontrada caída na sala da casa onde morava, na Rua João Pessoa, quase esquina com a 13 de Maio, no Bairro São Francisco. O marido encontrou a vítima. 

Conforme a polícia, o suspeito pulou o muro e invadiu a casa. O corpo de Catarina não tinha lesões e a polícia acredita que ela morreu após ser espancada pelo suspeito.

O caso é investigado.