TCE 27/10 a 29/10
Menu
quinta, 28 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

Adolescente confessa que mentiu e não foi estuprada por motorista de app

Motorista está em liberdade

28 abril 2021 - 11h49Por Nathalia Pelzl

A delegada Paula Ribeiro dos Santos, responsável pela Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) de Dourados, esclareceu que a adolescente de 15 anos mentiu e não foi estuprada pelo motorista de aplicativo. 

O motorista de 42 anos foi preso em flagrante na sexta-feira (23), após a adolescente falar para a mãe que o suspeito teria parado o veículo próximo ao destino, passado a mão em seu corpo, enquanto se masturbava e ejaculava em seu tênis.

Durante entrevista coletiva, na manhã de hoje (28), a delegada destacou que a perícia da Polícia Civil avaliou o veículo utilizado no suposto crime e constatou que seria impossível trancá-lo por dentro, como teria dito a menor.

Além disso, durante as investigações, os policiais fizeram o trajeto do caso narrado pela adolescente e constataram incoerência. 

Já durante o processo de acolhimento com a psicóloga Regina Célia, a menor conseguiu verbalizar que o fato não teria ocorrido e que o motorista seria inocente. 

No entanto, o motivo da adolescente ter mentido sobre o fato não será divulgado. 

A família foi informada para buscar o atendimento necessário porque a mesma solicitou ajuda, além da familiar, de profissionais especializados.

A menor responderá criminalmente pelo ato infracional análogo ao crime de denunciação caluniosa, que pode ter pena de dois a oito anos, porém, por ter apenas 15 anos e não ocorrido violência ou grave ameaça, ela não corre o risco de ser detida.

O motorista está em liberdade.