TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Polícia

Após tragédia, família de Rosi padece esperando liberação do corpo em Campo Grande

Rosi foi assassinada com 37 golpes de faca

25 janeiro 2022 - 10h12Por Dany Nascimento

Após lidar com a dor diante de uma tragédia, agora os familiares Rosiclei Paredes, 39 anos, brutalmente assassinada em Bandeirantes, vivem a agonia para tentar sepultar o corpo da mulher. 

Ela foi morta com 37 golpes de faca. Eduardo Gomes Rodrigues, 53 anos, confessou o assassinado e foi preso na manhã ontem (24).

O irmão de Rosiclei, Ed Carlos Paredes, 35 anos, explica além do sofrimento da perda, agora a família espera pela liberação do corpo, que está no IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), em Campo Grande. 

“Estamos esperando a liberação do corpo. Fomos ontem em Bandeirantes por conta da prisão desse vagabundo e, agora, voltamos para a Capital. Acho que hoje eles liberam o corpo, porque falaram três dias. Nossa família está destruída, queremos justiça, que ele pague pelo que fez com a minha irmã”, diz Ed. 

O crime

Rosi foi assassinada com golpes de faca na cabeça. O corpo foi encontrado na noite do último sábado (22), pelo irmão da vítima. 

O marido de Rosiclei trabalhava em uma fazenda no dia do assassinato.  Familiares perceberam que a vítima desapareceu e começaram a fazer buscas.

Eduardo, que dividia o aluguel com o casal, disse que ela tinha ido embora com um caminhoneiro para despistar a polícia.  

Logo depois, Eduardo contratou frete e fugiu da fazenda.