Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Polícia

“Arma de fogo legal resolveria”, diz Carlos Bolsonaro sobre empresária espancada

"A defesa pessoal dentro de sua casa tem que ser prioridade urgente do Congresso Nacional", disse o vereador, filho do presidente Jair Bolsonaro

19 fevereiro 2019 - 15h14Por Da redação / Isto É

O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, novamente usou suas redes sociais para comentar fatos. Na manhã desta terça-feira (19), ele escreveu sobre o caso da empresária que foi espancada por quatro horas no Rio de Janeiro durante o primeiro encontro que teve com um rapaz que conheceu na internet. Para ele, Elaine Caparroz, de 55 anos, poderia ter tido melhor sorte se tivesse uma arma em casa para se proteger.

“Se esta senhora tivesse como se defender, e fosse de sua vontade, uma arma de fogo legal resolveria justamente este absurdo. Imagine as sequelas eternas deixadas por esse covarde? A defesa pessoal dentro de sua casa tem que ser prioridade urgente do Congresso Nacional”, escreveu Carlos.

A empresária Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, foi agredida por Vinícius Batista Serra, de 27 anos, na última sexta-feira (15). Ela afirma que eles se conheceram há oito meses pela internet e que era o primeiro encontro deles. A vítima ainda diz que Vinícius começou a agredi-la enquanto ela estava dormindo e que continuou por cerca de quatro horas. O agressor está preso preventivamente no Rio de Janeiro.

Leia Também

Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Política
Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Interior
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Cidade Morena
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá
Polícia
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá