Menu
segunda, 06 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Polícia

Assassino nega ter mandado comerciante se ajoelhar e diz que atirou para 'se defender'

O criminoso teria atirado na vítima após ela se negar a ficar de joelhos durante um roubo

20 novembro 2018 - 10h16Por Anna Gomes

Douglas Aparecido Cardoso, de 30 anos, foi preso após uma investigação dos policias da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). Ele teria assassinado um comerciante no último mês de maio, no Bairro Morumbi, em Campo Grande.

Segundo o delegado Fábio Brandalise, responsável pelo caso, no dia do crime, Lucas e um adolescente de 16 anos teriam ido até a conveniência cometer um assalto. Durante o roubo, os criminosos ordenaram Fernando a ficar de joelhos, apoia a negativa da vítima, os bandidos atiraram seis vezes contra o dono do estabelecimento.

Na delegacia, Douglas negou ter falado para a vítima ficar de joelhos. Segundo ele, Fernando teria reagido ao assalto e ele "atirou para se defender", mesmo realizando vários disparos contra o dono da conveniência.

Dois tiros atingiram Fernando que acabou morrendo. Douglas seria um velho conhecido da polícia e já possui passagens por tráfico de drogas, roubo e homicídio.

Dois dias antes de cometer o latrocínio  (roubo seguido de morte), a dupla também teria roubado uma farmácia no Bairro Universitário, na Capital.

O menor também foi identificado e a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) deve investigar o caso também.