TJMS - novembro
tce novembro
Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
Polícia

No DNA? Avô de criança assassinada pelo pai está preso por estupro de menina de 9 anos

Atualmente, ele cumpre pena no presídio de Aquidauana

20 setembro 2019 - 09h00Por Nathalia Pelzl e Dany Nascimento

O pai de Evaldo Christyan Dias Zenteno, 21 anos, preso por matar o filho de dois anos afogado, no Bairro Guanandi II, em Campo Grande, também é conhecido no meio policial.

Evaldo Mauro Zenteno, de 53 anos, foi preso em 2017 pelo crime de estupro de vulnerável, depois de abusar de uma menina de 9 anos, em Aquidauana, distante a 148 quilômetros de Campo Grande.

À época, a Polícia Civil e a Delegacia da Mulher do município realizaram o monitoramento do suspeito por três dias após denúncias anônimas.  No momento da prisão, a vítima estava praticando sexo oral no abusador. Questionado, ele falou ter atração pela vítima. 

Consta nos autos do processo, que a vítima e o acusado moravam no mesmo bairro no  Jardim Aeroporto 2, sendo que os abusos aconteciam todos os dias, sempre no início da noite, momento de ausência dos pais da criança, que saiam para trabalhar ou ir à igreja.

Testemunhas contaram que a vítima foi vista mais de uma vez saindo da casa de Evaldo. Além disto, ele também teria abusado da irmã da menina, de 6 anos, com deficiência mental.

(Foto: Reprodução JNE)

Na casa de Evaldo foram encontrados caixotes usados na janela, para a realização do sexo oral sem precisar sair de casa e também potes de bombons, calcinhas, short jeans, boletim escolar da vítima, preservativos, bilhete com algumas escritas com nome das vítimas.

Por falta de indícios, Evaldo foi absolvido no caso da menor de 6 anos, sendo condenado apenas pelo o abuso da menina de 9 anos, a 10 anos e 10 meses de prisão. Atualmente, ele cumpre pena no presídio de Aquidauana.