tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
Covid 18/01 a 24/01
Polícia

Bom pai e vizinho tranquilo, executado no Zé Pereira nunca deu trabalho para moradores

Rapaz foi executado com tiros na cabeça e no abdômen

25 novembro 2020 - 09h11Por Nathalia Pelzl e Willian Leite

Executado com quatro tiros, sendo três na cabeça, Ailton Larucci, 25 anos, era bom pai e, apesar dos problemas com tráfico, nunca deu trabalho para vizinhança do Zé Pereira, segundo moradores do bairro em Campo Grande. 

Ele deixou uma filha de 8 meses. A mãe da criança conversou com o TopMídiaNews. Abalada, ela disse que, apesar de ele não ajudar financeiramente, sempre foi um pai muito presente e estava sempre com a filha. 

Uma idosa de 83 anos, que mora no bairro há 10, contou que Ailton, ou ‘Neguinho’, era uma pessoa muito tranquila e que considerava ele como filho. Ela escutou os tiros na noite de ontem, sendo que um dos disparos atingiu seu portão. 

Com medo, ela revelou que não saiu para ver o que estava acontecendo. Outro idoso, 63 anos, contou que viu Ailton menino e lamentou o fim trágico do jovem. 

A família está muito abalada. Informações preliminares indicam que Ailton pode ter sido executado por disputa de território e por facção rival. 

Ainda não há informações do velório e sepultamento do rapaz.

CRIME 

Ailton foi executado a tiros na noite desta terça-feira (24), na Rua Eugênio Perón, no Bairro Zé Pereira, em Campo Grande. Conhecido por integrar facção criminosa, ele havia sofrido um atentado há três meses. 

Conforme registro da ocorrência, Ailton estava na rua do bairro, quando dois homens em uma moto se aproximaram, o passageiro efetuou quatro disparos, sendo três na cabeça e um no abdômen. 

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas Ailton não resistiu e morreu antes da chegada do socorro. 

Ele já tinha passagens por furto e receptação.