Menu
Busca sábado, 19 de outubro de 2019
Top Ms
Polícia

Casa caiu! Ostentador do Instagram é preso por tráfico de drogas

Jovem gostava de mostrar que tinha grana, que viajava muito, dirigia carrões e muito mais

07 setembro 2019 - 11h15Por Da redação/Portal R7

Wyatt Pasek utilizava as redes sociais praticamente para uma única coisa: ostentar. Ele gostava de mostrar que tinha grana, que viajava muito, dirigia carrões e tudo mais. Eram quase 13 mil seguidores dedicados a ver aquele estilo de vida. Mas a casa caiu para ele e agora vê o sol nascer quadrado.

Ele era classificado como "influenciador", uma mostra da banalidade que o termo assumiu ultimamente. Em sua personalidade pública, ainda a ser confirmada pela polícia, Wyatt era um jovem bem-sucedido de 22 anos. Segundo comentários e legendas na rede social, ele era uma "especialista em investimento e tecnologia.

Quando, na verdade, a fortuna foi construída com muita dedicação ao tráfico de drogas. Segundo a polícia, Wyatt dirigia um laboratório de fabricação de pílulas ilegais, juntamente com Duc Cao, de 22 anos, e Isaiah Suarez, de 23. As drogas eram uma falsificação de Oxycontin, um opioide amplamente utilizado nos Estados Unidos.

Doses altas de fentanil mostraram que a intenção era a utilização por viciados em opides, segundo informações da rede CBS. Como os Estados Unidos vivem uma grave crise deste tipo de medicamento — que já matou mais de 47 mil pessoas em 2017, segundo dados do Centro para o Controle e a Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) — o caso se tornou ainda maior.

A investigação teve duração de seis meses e prendeu Wyatt em novembro, ele se declarou das acusações de conspiração com narcóticos. Como já era condenado anteriormente por por porte de arma de fogo e lavagem de dinheiro, sua nova pena cresceu. No último dia 26 ele foi condenado a uma pena de 17 anos de prisão.

Já Cao e Suarez foram condenados a sete e três anos, respectivamente. No momento da prisão, a polícia encontrou 100.000 pílulas falsas de oxicodona, seis quilos de fentanil e centenas de pílulas falsas de Xanax.